Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo aposentado como professor universitário mas recebe apenas salário de Presidente

Marcelo Rebelo de Sousa está formalmente aposentado pela Caixa Geral de Aposentações pela sua carreira como professor universitário, mas irá continuar a receber o salário de Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa está formalmente aposentado pela Caixa Geral de Aposentações (CGA) pela sua carreira como professor universitário

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo Rebelo de Sousa está formalmente aposentado pela Caixa Geral de Aposentações (CGA) pela sua carreira como professor universitário, conforme esta segunda-feira publicado em Diário da República, mas irá continuar a receber apenas o salário de Presidente da República.

“Vou continuar a receber o vencimento de Presidente da República. Não estou a exercer funções como pensionista. Em qualquer caso, escolheria sempre o ordenado de Presidente. Mas a lei não permite [optar nem acumular os dois]”, afirmou o próprio chefe de Estado à agência Lusa.

A assessoria de imprensa do Presidente da República, também em resposta à agência Lusa, esclareceu que Marcelo Rebelo de Sousa “não vai acumular pensão de reforma com o salário de chefe de Estado”, porque “não só não o faria, como tal nem seria legalmente possível”. Além disso, “de acordo com a lei, a questão da opção” entre o salário de Presidente da República e a pensão “não se coloca” para os aposentados da CGA, adiantou.

“As pensões pagas aos funcionários públicos pela Caixa Geral de Aposentações não são cumuláveis com o vencimento de Presidente da República, pelo que não lhe vai ser abonada a pensão de aposentação como professor catedrático”, salientou, numa resposta escrita à agência Lusa, a assessoria de imprensa do chefe de Estado.

Esta segunda-feira, em Diário da República, vem publicada a lista dos aposentados e reformados que a partir do próximo mês de fevereiro passam a ter a respetiva pensão da CGA, entre os quais se inclui Marcelo Rebelo de Sousa, com uma pensão no valor de 6490,45 euros, como professor catedrático da Faculdade de Direto da Universidade de Lisboa aposentado.

Professor durante mais de 40 anos, Marcelo Rebelo de Sousa completou no dia 12 dezembro do ano passado 70 anos, a atual idade de jubilação, e antes desse momento chegar deu uma “última lição formal”, na cerimónia de abertura do ano académico 2018/2019 da Universidade de Lisboa, na Aula Magna, no dia 20 de setembro.

Nessa cerimónia, o Presidente da República despediu-se da “fascinante aventura” do ensino universitário, que disse ser a “verdadeira vocação” da sua vida, a partir da qual fez tudo o mais. No final, foi aplaudido de pé durante cerca de dois minutos.

Marcelo Rebelo de Sousa foi professor desde 1972, na mesma faculdade onde se licenciou, entre 1966 e 1971, com média de 19, e depois concluiu mestrado e doutoramento.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Greve

Enfermeiros: Presidente traiu o dever de isenção 

Humberto Domingues
2.817

O Presidente da República traiu o seu dever da isenção, num programa de televisão, qualificando algumas questões profundas, com um discurso pobre, superficial, tendencioso, daninho e danoso.

PS

O terrível regresso da "Europa da troika" /premium

Miguel Pinheiro

Nas eleições europeias, o PS é contra a "Europa da troika", contra a "Europa dos populistas" e contra a "Europa do Brexit". Ou seja: é uma soma de confusões, contradições e baralhações.

Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Enfermeiros

Elogio da Enfermagem

Luís Coelho
323

Muitos pensam que um enfermeiro não passa de um "pseudo-médico" frustrado. Tomara que as "frustrações" fossem assim, deste modo de dar o corpo ao manifesto para que o corpo do "outro" possa prevalecer

Poupança

O capital liberta

André Abrantes Amaral

É do ataque constante ao capital que advêm as empresas descapitalizadas, as famílias endividadas e um Estado sujeito a três resgates internacionais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)