Ministério Administração Interna

Governo anuncia 61 meios aéreos para dispositivo de combate deste ano

O Governo vai disponibilizar 61 meios aéreos para o combate aos incêndios deste ano, um aumento de cinco meios relativamente ao ano anterior, anunciou esta terça-feira o MAI.

RICARDO MEIRELES/LUSA

O dispositivo de combate a incêndios florestais vai contar este ano com 61 meios aéreos, mais cinco do que em 2018, anunciou esta terça-feira no parlamento o ministro da Administração Interna.

Eduardo Cabrita adiantou que este número é o resultado de um trabalho já feito entre a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) e a Força Aérea, que tem desde o início do ano a gestão dos meios aéreos de combate a incêndios e emergência.

A gestão de meios aéreos passou para a Força Aérea, mas o Ministério da Administração Interna participa sobretudo na definição dos meios necessários e o dispositivo para 2019 vai ser ainda mais reforçado do que em 2018. Vai ter, com características um pouco diferentes, 61 meios aéreos. Foi isso que resultou do trabalho que, entretanto, foi já feito entre a ANPC e a Força Aérea”, disse o ministro no parlamento.

Na comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, Eduardo Cabrita sustentou que em 2018 ocorreu “a maior resposta de meios aéreos desde sempre”.

Segundo o ministro, em 2017 existiram 49 meios aéreos, número que aumentou para 56 no ano passado.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

O caso Berardo e o regresso a Auschwitz

Luís Filipe Torgal

A psicologia de massas, manipulada pelos novos cénicos «chefes providenciais», vai transfigurando a história em mito, crendo num «admirável mundo novo», depreciando a democracia, diabolizando a Europa

Eleições Europeias

Não há eleições europeias /premium

João Marques de Almeida

O parlamento europeu serve sobretudo para reforçar o poder dos grandes países, cujos partidos dominam os grupos políticos e, principalmente, as comissões parlamentares se fazem as emendas legislativas

Eleições Europeias

Marca d’água /premium

Helena Matos

Votei antecipadamente. Reflecti em plena campanha eleitoral. E agora? Conto carneiros até que fechem as últimas urnas de voto nos Açores não vá eu com os meus textos perturbar os eleitores?

Eleições Europeias

Não há eleições europeias /premium

João Marques de Almeida

O parlamento europeu serve sobretudo para reforçar o poder dos grandes países, cujos partidos dominam os grupos políticos e, principalmente, as comissões parlamentares se fazem as emendas legislativas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)