Mercedes-Benz

Chega em Maio. Novo Mercedes CLA dá ares de CLS

A Mercedes apresentou em Las Vegas a segunda geração do CLA. Mais moderno e atraente, o modelo mantém a filosofia coupé, mas agora oferece uma habitabilidade melhorada e mais tecnologia.

Tal como previsto, a Mercedes apresentou no Consumer Electronics Show 2019 (CES), uma das maiores feiras de tecnologia do mundo, o novo CLA Coupé. Esteticamente, é impossível olhar para esta nova geração e não pensar de imediato no CLS, com a Mercedes aqui a replicar uma estratégia que a Audi, por exemplo, já abraçou no passado mas quer deixar para trás.

Com ares de irmão mais novo do CLS, o novo CLA quer cativar justamente os mais jovens. O target é assumido pela marca, que pretende assim baixar a idade média da sua clientela, atraindo novos compradores com esta proposta.

Mantendo as linhas que lhe dão um estilo de coupé, o CLA que vai começar a chegar aos concessionários a partir de Maio vê reforçado o seu apelo estético com um design mais agressivo e um maior apuro aerodinâmico. Em virtude disso, o Cx é de apenas 0,23, o que é uma excelente marca – mas não tão boa quanto o 0,22 do Classe A sedan.

O rival de modelos como o Volvo S60 ou o Audi A3 traz igualmente melhorias ao nível da habitabilidade. Com um comprimento de 4.668, 1.830 mm de largura e 1.439 mm de altura, o CLA Coupé está mais comprido (48 mm), mais largo (53 mm) e ligeiramente mais baixo (2 mm). A distância entre eixos também aumentou (30 mm), o que o deixa exactamente com as mesmas medidas, neste ponto, que o Classe A sedan (2.729 mm). Ora, como este é um pouco mais curto (4.549 mm), mais estreito (1.796 mm) e muito mais alto (1.446 mm), a explicação para o maior comprimento do CLA deve ser encontrada nas projecções da carroçaria para a frente do eixo dinteiro e para trás do eixo traseiro.

Já a bagageira perde 10 litros de capacidade (460 litros), face à primeira geração, mas a Mercedes defende que acaba por haver mais espaço utilizável para acomodar carga, fruto da maior largura.

No interior não há grandes surpresas. Tal como o Classe A (em que se baseia), o novo CLA oferece o sistema multimédia MBUX, que combina dois displays – um para o painel de instrumentos, o outro para o infoentretenimento. De acordo com o fabricante, o sistema foi melhorado em vários pontos, incluindo a interpretação de pedidos mais complexos e a compreensão de gestos. Assim, não só o MBUX será capaz de indicar quais os restaurantes mais próximos do condutor, mas que tenham menu infantil ou pratos vegan, por exemplo, como passa a ser possível inserir comandos ou alterar informações no ecrã central sem sequer tocar na tela – basta fazê-lo por gestos, com o sistema a conseguir distinguir ainda se os gestos para activar determinada função são do condutor ou do passageiro.

Para já apresentado com um motor a gasolina de quatro cilindros e 225 cv de potência, associado a uma caixa de velocidades de dupla embraiagem com sete relações e tracção nas rodas da frente, o CLA Coupé vai posteriormente receber outras motorizações a gasolina ou diesel, podendo igualmente oferecer tracção integral ou acoplar uma caixa manual – naturalmente, dependendo da versão. A propósito, correm rumores de que as versões AMG não tardarão. Já a shoothing brake é aguardada uns meses depois do lançamento comercial do novo CLA Coupé.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt
PCP

Patrão santo, funcionário posto fora da loja /premium

José Diogo Quintela

Estou chocado. Nunca pensei que o PCP não cumprisse a lei laboral. Mas o PCP está ainda mais chocado: nunca pensou ser obrigado a cumprir a lei laboral. É que escrevê-la é uma coisa, obedecê-la outra.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)