O antigo líder da JSD, Pedro Duarte, diz que está a olhar para o movimento para destituir Rui Rio como “observador”, mas dá a ideia de que concorda com o afastamento do presidente do PSD: “Quando mudamos para melhor é sempre um progresso e uma evolução”. Sobre se estará ao lado de Luís Montenegro numa futura disputa, Pedro Duarte voltou a repetir: “Tudo o que seja para melhorar é um passo em frente e é bem-vindo.” Sobre se será candidato, o antigo líder do PSD remete para as declarações ao Expresso em agosto, em que defendeu que o PSD devia “mudar de estratégia e de liderança tão cedo quanto possível.”

Quanto a uma eventual candidatura em futuras diretas, Pedro Duarte — que falava à entrada da convenção do Movimento Europa e Liberdade — disse que era “cedo” para falar sobre o assunto e voltou a remeter para essas declarações de agosto, quando se disse “preparado para liderar uma nova estratégia no PSD e uma nova esperança para o país, em nome do interesse nacional.” Para já não se colocou nem dentro, nem fora da corrida.

Após nova insistência sobre se apoiaria Luís Montenegro, voltou a dizer que era cedo para tomar uma posição: “É muito cedo para nos pronunciarmos sobre isso. Sinceramente estou a observar com toda a atenção, mas sou um observador de todo esse processo. Naturalmente quando for o momento, vou-me pronunciar sobre isso”.

Luís Montenegro está preparado para avançar caso a direção de Rui Rio seja destituída por via de uma moção de censura no Conselho Nacional.