Futebol

Costinha confiante em vencer na receção ao Belenenses

Apesar do mau arranque no campeonato, o treinador dos 'alvinegros' confia em que a equipa pode ir mais além na tabela classificativa.

FERNANDO VELUDO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O treinador do Nacional, Costinha, mostrou-se este sábado confiante em conseguir “um bom resultado”, na receção de domingo, ao Belenenses, da 17.ª e última jornada da primeira volta da I Liga portuguesa de futebol.

O técnico dos insulares elogiou o adversário, enaltecendo também a qualidade da sua equipa, que pretende manter o registo vitorioso na Choupana, que já dura há três jornadas consecutivas.

O Belenenses é uma equipa que joga bem, tem um bom bloco defensivo e há bem pouco tempo tinha o melhor registo em termos de invencibilidade nos jogos fora de casa. Será um jogo muito difícil para nós, mas para o Belenenses também, porque nós queremos vencer, por isso antevejo um jogo muito interessante e esperemos que o tempo também ajude, para que o público que vier ao estádio poder assistir a um bom espetáculo de futebol”, destacou Costinha, em conferência de imprensa.

Para o treinador do Nacional, pouco importa sofrer golos, “desde que marque sempre mais um que o adversário”, e mesmo reconhecendo a ambição coletiva “passa sempre por não sofrer golos”.

“Se sofrermos dois e marcarmos três, fico satisfeito na mesma, mas isso resulta da qualidade do próprio jogo e no facto de querermos manter a nossa baliza inviolável, mas o que importa mesmo é fazer sempre mais um golo que o adversário”, insistiu.

Voltando a falar do Belenenses, Costinha considerou que “é uma equipa com jogadores velozes na frente, são verticais, não fazem jogos enfadonhos, têm uma linha de cinco jogadores atrás, mas que não são cinco defesas”, antevendo “um duelo muito interessante, entre duas equipas com muita qualidade”.

Apesar do mau arranque no campeonato, o treinador dos ‘alvinegros’ confia em que a equipa pode ir mais além na tabela classificativa.

“Vamos tentar chegar mais acima na classificação, por isso, no início criou-se um objetivo para puxar pela vertente desportiva dos jogadores. No entanto, é difícil prever o que vai acontecer até ao final do campeonato, na certeza, porém, de que o nosso principal propósito é a manutenção na I Liga”, adiantou.

Costinha garantiu a operacionalidade de Rosic, que, segundo classificou, “é um jogador com um grau de mentalidade superior, com boa qualidade técnica, é um bom exemplo daquilo que desejo implementar nos meus jogadores”.

“Ele está apto, ao contrário do que acontece com Filipe Ferreira que ainda não posso contar com ele, por isso estou muito desapontado, porque ele está há mais tempo a treinar connosco e não pode jogar, já o Pepe chegou esta semana ao FC Porto e pode defrontar o Sporting”, exemplificou, lamentando as desigualdades.

Por último, o guarda-redes Daniel Guimarães ainda não está apto, já Marakis e Felipe Lopes continuam em dúvida, segundo o treinador nacionalista.

O Nacional, 11.º classificado, com 19 pontos, recebe na tarde (15:00) de domingo, o Belenenses, sétimo colocado, com 25, em jogo da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)