Rádio Observador

Primeira Liga NOS

FC Porto acabou primeira volta com “apenas” cinco pontos de avanço – mas isso pode ser uma boa notícia

187

Depois de andar a ganhar pontos na liderança nas últimas rondas, FC Porto empatou e Benfica aproximou-se. No final da primeira volta, dragões têm cinco pontos de vantagem – e isso deu sempre título.

FC Porto começou com duas derrotas nas primeiras sete jornadas mas somou depois 28 em 30 pontos possíveis

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Quando o FC Porto somou na Luz a segunda derrota no Campeonato, no início de outubro, poucos poderiam antever aquilo que se viria a passar nos três meses seguintes. Aliás, provavelmente ninguém. Mas o certo é que aconteceu: começando depois da paragem para compromissos das seleções com dois pontos a menos do que Benfica e Sp. Braga, os dragões precisaram apenas de uma jornada para saltarem para a liderança (os encarnados perderam no Jamor com o Belenenses, os minhotos empataram no dérbi com o Vitória), isolaram-se com um triunfo frente aos arsenalistas no Dragão e foram reforçando esse estatuto.

Esse encontro resolvido nos minutos finais por Soares acabou por dar o mote para o que se seguiria nas rondas seguintes: os azuis e brancos prolongavam a sua série de triunfos consecutivos na prova e iam vendo, de forma alternada, os seus rivais mais diretos somarem alguns dissabores. À 13.ª jornada, os comandados de Sérgio Conceição tinham dois pontos de avanço sobre o Sporting, três do Sp. Braga e quatro do Benfica; antes da última ronda da primeira volta, tinham seis a mais do Sp. Braga, sete do Benfica e oito do Sporting. A diferença para minhotos e leões manteve-se, os encarnados conseguiram encurtar para cinco após o nulo no clássico. Mas isso pode não ser propriamente um problema para os dragões.

Segundo os dados do Playmakerstats, todas as equipas que terminaram a primeira volta do Campeonato com cinco ou mais pontos de vantagem acabaram por ser campeãs, algo que aconteceu em 15 ocasiões. E com mais um ponto curioso: apenas um conjunto, neste caso os azuis e brancos de Vítor Pereira em 2011/12, conseguiu ser ainda campeão depois de ter na segunda volta um atraso de cinco pontos (para o Benfica de Jorge Jesus). Além disso, também o calendário parece ser na teoria um pouco mais favorável aos dragões, em contraponto com o atual segundo classificado que irá jogar no Dragão, em Braga e em Alvalade.

Olhando para as últimas 17 jornadas, o FC Porto terá um arranque complicado com três encontros fora entre o Minho e Trás-os-Montes (que coincidirá com o dérbi lisboeta, na 20.ª ronda), recebe uns jogos depois o Benfica, tem duas saídas difíceis a Braga e Vila do Conde e encerra o Campeonato em casa com o Sporting; já o Benfica até tem mais jogos na Luz do que como visitante mas desloca-se ao terreno de todos os conjuntos que se encontram agora nos primeiros seis lugares. O calendário dos quatro candidatos ao título na segunda volta (que terá ainda Taça de Portugal, Taça da Liga e Europa pelo meio) é o seguinte:

FC PORTO (43 pontos)

  • Desp. Chaves (fora)
  • Belenenses (casa)
  • V. Guimarães (fora)
  • Moreirense (fora)
  • V. Setúbal (casa)
  • Tondela (fora)
  • Benfica (casa)
  • Feirense (fora)
  • Marítimo (casa)
  • Sp. Braga (fora)
  • Boavista (casa)
  • Portimonense (fora)
  • Santa Clara (casa)
  • Rio Ave (fora)
  • Desp. Aves (casa)
  • Nacional (fora)
  • Sporting (casa)

BENFICA (38 pontos)

  • V. Guimarães (fora)
  • Boavista (casa)
  • Sporting (fora)
  • Nacional (casa)
  • Desp. Aves (fora)
  • Desp. Chaves (casa)
  • FC Porto (fora)
  • Belenenses (casa)
  • Moreirense (fora)
  • Tondela (casa)
  • Feirense (fora)
  • V. Setúbal (casa)
  • Marítimo (casa)
  • Sp. Braga (fora)
  • Portimonense (casa)
  • Rio Ave (fora)
  • Santa Clara (casa)

SP. BRAGA (37 pontos)

  • Nacional (fora)
  • Santa Clara (casa)
  • Desp. Aves (fora)
  • Desp. Chaves (casa)
  • Sporting (fora)
  • Belenenses (casa)
  • Rio Ave (fora)
  • V. Guimarães (casa)
  • V. Setúbal (fora)
  • FC Porto (casa)
  • Moreirense (fora)
  • Tondela (casa)
  • Feirense (fora)
  • Benfica (casa)
  • Marítimo (fora)
  • Boavista (fora)
  • Portimonense (casa)

SPORTING (35 pontos)

  • Moreirense (casa)
  • V. Setúbal (fora)
  • Benfica (casa)
  • Feirense (fora)
  • Sp. Braga (casa)
  • Marítimo (fora)
  • Portimonense (casa)
  • Boavista (fora)
  • Santa Clara (casa)
  • Desp. Chaves (fora)
  • Rio Ave (casa)
  • Desp. Aves (fora)
  • Nacional (fora)
  • V. Guimarães (casa)
  • Belenenses (fora)
  • Tondela (casa)
  • FC Porto (fora)

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)