Até 2023, 411 mil contadores de gás de clientes privados terão de ser substituídos por terem atingido a idade máxima de 20 anos. Os 17,1 milhões de euros gastos nestas operações serão totalmente suportados pelas empresas, noticiou o Correio da Manhã.

A substituição dos contadores, assim como outros investimentos para a manutenção do abastecimento aos clientes e para a expansão da rede, está prevista nos planos de investimento dos 11 operadores espalhados pelo país, em consulta pública na Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) até dia 28 deste mês.

O investimento total chegará aos 306 milhões de euros e será, em grande medida, suportado pelos clientes, o que obriga a um grande escrutínio por parte das entidades responsáveis, incluindo a ERSE e a Assembleia da República.