517.600 foi o total de vendas alcançado pela Seat em 2018, um valor que não só se traduz por um crescimento de 10,5% face a 2017, como bate o anterior recorde, que resistia desde 2010. Pelo 6º ano consecutivo a marca espanhola viu o número de novos clientes aumentar, o que explica que as vendas tenham subido mais de 60% desde 2010.

O modelo mais vendido da Seat continua a ser o Leon, com 158.300 unidades, seguido pelo Ibiza (136.100). A surpresa está no 3º lugar do ranking, ocupado pelo Arona, o pequeno SUV que partilha a base com o Ibiza e que registou 98.900 matrículas. Isto permite-lhe liderar entre os SUV da casa, à frente do Ateca (78.200).

Igualmente importante é o facto de a marca espanhola do Grupo Volkswagen ter crescido 11,8% na Alemanha, o seu maior mercado, onde colocou 114.200 unidades. Espanha consumiu 107.800 veículos, mais 13,2% do que no ano anterior, isto enquanto o Reino Unido comercializou 62.900 novos Seat (+12,0%) e França viu as vendas deste construtor aumentarem ainda de forma mais evidente (31,3%), ao transaccionar 31.800 modelos. Em Portugal, a Seat atraiu 9.600 novos clientes, o que representa um incremento de 16,7% face ao ano transacto.