A noite de 23 de fevereiro, último sábado do mês, pode ficar já marcada no calendário como noite para dançar “o som do ghetto de Lisboa”, como o apelidou em 2014 a prestigiada publicação britânica de música Resident Advisor. Espalhados por vários bares e salas de concerto da capital portuguesa, mas também pelo novo clube noturno do Porto — o antigo bar de striptease transformado em discoteca Pérola Negra –, um conjunto alargado de DJs e produtores musicais da Príncipe vai assinalar o sétimo aniversário da editora provando que as batidas imaginadas nas periferias da capital portuguesa são cada vez mais globais.

A expansão e projeção internacional da editora, notória pelo reconhecimento internacional que alguns dos seus elementos tiveram nos últimos anos (casos de Nídia, DJ Marfox e vários outros), vai ser celebrada com atuações em quatro espaços emblemáticos da movida lisboeta: o Musicbox e o Lounge, no Cais do Sodré, a Galeria Zé dos Bois, no Bairro Alto, e o bar de concertos DAMAS, perto do bairro da Graça.

[“Pai Nosso”, a curta-metragem documental realizada por Clayton Vomero em colaboração com a revista norte-americana The Fader, sobre o universo em que gravita um dos elementos da Príncipe, DJ Firmeza:]

No Musicbox, a dança vai ser garantida, entre a meia-noite e as 6h da madrugada, por DJ Firmeza, DJ Lycox, DJ Lilocox, DJ Narciso e PML. A entrada na sala custa 10 euros, com direito a uma bebida. A 400 metros do Musicbox, na Rua da Moeda, Niagara, Puto Anderson, K30, Bubas e Babaz Fox vão compor o menu musical do bar Lounge, entre as 22h e as 4h, com entrada livre.

Na Galeria Zé dos Bois, o aniversário vai ser festejado entre as 22h e as 3h, ao som de DJ Marfox, DJ Nervoso, DJ Maboku, Blacksea Não Maya e Bleid (a entrada custa 5 euros). Por último, nas DAMAS, a grande protagonista da noite será a DJ e compositora de música eletrónica Nídia, que já trabalhou com a sueca Fever Ray e viu o seu último álbum ser considerado o sexto melhor disco internacional de música eletrónica editado em 2017 pela revista norte-americana Rolling Stone. Além de Nídia, vão atuar ainda, entre as 22h e as 4h, Puto Márcio, Allas G, Cirofox e Doum. Tal como no Lounge, a noite nas DAMAS terá entrada livre.

O cartaz das celebrações do sétimo aniversário da Príncipe, da autoria de Márcio Matos

Já na discoteca Pérola Negra, localizada na Rua Gonçalo Cristóvão, no Porto, o aniversário da Príncipe vai ser celebrado com atuações de DJ Nigga Fox e DJ NinOo, a convite da Favela Discos. “Vamos dançar a noite fora que Música é Vida”, desafiam os promotores deste aniversário itinerante. Vamos a isso: a Príncipe Discos veio para ficar.