A província angolana do Cuando Cubango vai desminar a zona de implementação do projeto turístico KAZA, Okavango/Zambeze, com a verba de 1,3 milhões de dólares que recebeu de uma doação do Governo britânico, foi esta terça-feira anunciado.

A informação foi avançada pelo gestor da operadora de desminagem britânica The Halo Trust, no Cuando Cubango, José António, sobre 1,3 milhões de dólares que a província beneficiou de um total de três milhões de libras (3,3 milhões de euros), disponibilizados, em setembro passado, pelo Governo britânico a Angola, para projetos de desminagem.

Segundo José António, o montante será aplicado em projetos de desminagem nos municípios de Menongue, Cuchi e Cuito Cuanavale nos próximos três anos. “Fala-se muito do desenvolvimento do turismo em Angola, em particular no Cuando Cubango, o projeto KAZA, estaremos disponíveis também a ajudar o Governo neste projeto”, disse o gestor, em declarações à rádio pública angolana.

O projeto KAZA Okavango/Zambeze, lançado em 2013, abrange cinco países africanos — Angola, Botsuana, Zimbabué, Namíbia e Zâmbia — cabendo ao país lusófono, dos 278 mil quilómetros quadrados, 87 mil quilómetros quadrados, grande parte dele por desminar.

De acordo com José António, durante 2017 a organização britânica destruiu 374 minas antipessoais, uma mina antitanque, 263 engenhos não detonados, além das ações de sensibilização sobre o risco de minas.