O tenista João Sousa, número um português e 44.º mundial, qualificou-se esta quinta-feira para a terceira ronda do Open da Austrália, ao vencer o alemão Philipp Kohlschreiber, 34.º do ranking, numa batalha de cinco ‘sets’.

João Sousa, único português ainda em competição em Melbourne Park, bateu o jogador da Alemanha pelos parciais de 7-5, 4-6, 7-6 (7-4), 5-7 e 6-4, em quatro horas e 18 minutos, tendo o jogo sido interrompido durante mais de 90 minutos devido à chuva.

Segundo o site especializado Bola amarela, João Sousa bateu o seu recorde pessoal de ases, que é agora… de 28! O tenista português tem garantidos 90 pontos ATP, quase 150 mil euros e o regresso ao top 40 ATP.

Na primeira eliminatória, o vimaranese também precisou de cinco ‘sets’ para vencer o argentino Guido Pella, 66.º, em quatro horas.

Na próxima ronda, no sábado, o tenista português vai defrontar o japonês Kei Nishikori, nono da hierarquia mundial. O nipónico venceu esta quinta-feira o crota Ivo Karlovic, também em cinco ‘sets’, em três horas e 48 minutos de jogo. No único duelo entre ambos, em Tóquio em 2016, o japonês teve de desistir a meio por lesão.

Na quarta-feira, João Sousa avançou para a segunda ronda de pares neste primeiro ‘major’ do ano, ao lado do argentino Leonardo Mayer, depois de a dupla luso-argentina ter vencido os espanhóis Feliciano Lopez e Marc Lopez por 6-4, 6-7 (1-7) e 6-3.