O preço homólogo das casas aumentou 4,3% tanto na zona euro quanto na União Europeia (UE) no terceiro trimestre de 2018, com Portugal a registar uma subida de quase o dobro da média (8,5%), segundo o Eurostat.

Face ao segundo trimestre de 2018, o preço das habitações subiu, entre julho e setembro, 1,6% na zona euro e 1,5% na UE.

De acordo com o gabinete de estatísticas da UE, as maiores subidas face ao terceiro trimestre de 2017 registaram-se na Eslovénia (15,1%), na Holanda (10,2%) e na Irlanda (9,1%), tendo havido dois recuos homólogos: na Suécia (-2,1%) e em Itália (-0,8%).

Face ao trimestre anterior, os maiores aumentos do preço das casas foram observados na Holanda (3,3%), em Malta (3,1%) e na Croácia (2,8%), enquanto em Itália (-0,8%), na Roménia (-0,7%), na Finlândia (-0,4%), na Eslováquia (-0,3%) e na Hungria (-0,2%) o indicador recuou.

Em Portugal, o preço das habitações aumentou 8,5% face ao terceiro trimestre de 2017 e 1% na comparação com o período entre abril e junho.