Miguel Albuquerque

Miguel Albuquerque é aclamado líder do PSD/Madeira este fim de semana

Em ano de eleições na Madeira, arranca este sábado o XVII Congresso Regional do PSD/Madeira que vai aclamar Miguel Albuquerque como Presidente do partido. Rio encerra os trabalhos

HOMEM DE GOUVEIA/LUSA

Miguel Albuquerque será aclamado este fim de semana, no XVII Congresso Regional dos sociais-democratas, presidente do PSD/Madeira, depois de ter ganho, em dezembro, as eleições internas do partido ao obter 98,4% dos votos dos militantes.

Dos 3.348 em condições de votar, 2.715 exerceram o direito, dos quais 2.671 apoiaram a reeleição de Miguel Albuquerque que concorreu sozinho à liderança do PSD/M.

O sucessor de Alberto João Jardim leva ao Congresso, que termina domingo com a presença do presidente do PSD nacional, Rui Rio, a Moção de Estratégia Global “Mais Autonomia, Melhor Autonomia” que direciona o combate político “aos ditames” e “às chantagens” de Lisboa a favor do reforço e alargamento da autonomia política do arquipélago.

“Lutámos muito para que deixemos agora Lisboa recuperar o poder que teve sobre nós. Deixar que o Terreiro do Paço volte a nos dominar seria o nosso fim”, alerta.

Miguel Albuquerque é presidente do XII Governo Regional desde 20 de abril de 2015, após as eleições de 29 de março de 2015, nas quais o PSD/M voltou a reeditar uma maioria absoluta na Assembleia Legislativa da Madeira ao obter 56.574 votos (44,36%).

Nas legislativas regionais de 22 de setembro, Miguel Albuquerque é, de novo, o candidato do PSD/M à presidência do Governo Regional e terá como adversário o atual presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, como candidato independente pelo PS/M.

O PSD/M realiza hoje e domingo o seu XVII Congresso Regional, no Centro de Congressos do Casino.

Os trabalhos iniciam-se pelas 15:00 de sábado, com a tomada de posse dos novos elementos da Comissão Política e do Secretariado, eleitos no passado dia 14 de dezembro, seguindo-se as intervenções do presidente da Mesa, Sérgio Marques, do presidente da Comissão Política Regional, Miguel Albuquerque, que irá apresentar a Moção de Estratégia Global, e do presidente honorário do PSD/M, Alberto João Jardim.

Após as intervenções de abertura, serão apresentadas as moções setoriais.

Foram submetidas seis, uma da responsabilidade da Concelhia do PSD/Funchal, que será apresentada por Rubina Leal, uma da ARASD (Autarcas Social-Democratas), apresentada por Pedro Coelho, e outra da JSD (Jovens Social-Democratas), apresentada por Bruno Melim. As restantes terão por porta-voz Cláudia Monteiro de Aguiar, Paulo Neves e Rubina Berardo como primeiros subscritores.

Seguir-se-á um momento de debate generalizado, que decorrerá até ao final dos trabalhos de sábado.

No domingo, entre as 10:00 e as 13:00, será realizada a eleição da Mesa, do Conselho Regional e do Conselho de Jurisdição, estando a sessão de encerramento marcada para as 15:00, iniciando-se com a tomada de posse dos órgãos eleitos em Congresso e com a votação das moções.

As intervenções, entre as quais as do presidente do PSD Nacional, do PSD/Madeira e do novo presidente da Mesa, finalizam o encontro dos social-democratas madeirenses.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)