A meio da transmissão televisiva, o foco numa cara bem conhecida em Alvalade. William Carvalho fez questão de partilhar nas suas redes sociais o regresso à casa do Sporting, aproveitando também a ocasião para trocar algumas palavras com o presidente do clube, Frederico Varandas, com quem trabalhou desde que foi recuperado por Leonardo Jardim em 2013 para o plantel verde e branco. No entanto, foi de outro médio que mais se falou neste sábado. Neste caso, em versões contrárias.

Se William apenas teve a possibilidade de passar por Lisboa por estar castigado, falhando assim a receção do Betis ao Girona que está agendada para a manhã deste domingo, Adrien Silva voltou a ficar de fora das opções de Claude Puel na derrota do Leicester frente ao Wolverhampton num jogo eletrizante que terminou em 4-3 com hat-trick de Diogo Jota. Contas feitas, desde 27 de novembro que o médio não realiza qualquer encontro em termos oficiais, contando apenas com 323 minutos entre Premier League e Taça da Liga na presente temporada. E a saída parece ser cada vez mais um cenário provável.

“Ele dá sempre o seu melhor mas tenho muitos médios e preciso de gerir a situação. Este mês vamos vender e ceder jogadores”, admitiu Puel na semana passada. “É óbvio que se trata de um momento delicado, para mim e para qualquer jogador que não joga, mas há que seguir e continuar o caminho para arranjar uma solução e melhorar daqui em diante”, destacou esta noite Adrien à RTP. “Sporting? É uma das propostas que existem mas ainda não tomei nenhuma decisão. Se o Sporting quer que volte a Alvalade já? Sim, sim. Sempre disse que gostaria de voltar um dia, mas vamos ver se é o momento certo ou não”, acrescentou.

Adrien não joga desde 27 de novembro quando defrontou Southampton para a Taça da Liga inglesa (Ross Kinnaird/Getty Images)

A afirmação mais não seria do que a simples confirmação de tudo o que tem vindo a ser noticiados nas últimas semanas mas houve pouco depois uma espécie de volte-face que deverá diluir qualquer possibilidade de um regresso a breve prazo a Alvalade: de acordo com o Record e A Bola, que citam uma fonte oficial dos leões, não só não terá havido qualquer proposta para conseguir a cedência do internacional do médio como o seu nome não foi sequer ponderado como reforço de inverno.

Na sala de imprensa de Alvalade, também Marcel Keizer tinha recusado a possibilidade comentar uma eventual chegada do antigo capitão leonino. “Não posso reagir a todos os jogadores que dizem algo sobre o Sporting. Todos os treinadores querem mais jogadores de qualidade mas estou satisfeito com os que tenho. Vamos ver o que acontece”, disse.

Formado na Academia do clube, Adrien foi lançado em 2007 por Paulo Bento, realizando um total de 58 jogos em três épocas antes de sair por empréstimo para os israelitas do Maccabi Haifa em 2010 com uma Taça de Portugal conquistada. Passou depois dois anos na Académica, onde ganhou mais uma Taça numa final disputada contra os leões, e voltou ao Sporting em 2012/13 para um segundo período em Alvalade de cinco temporadas onde conquistou duas Taças de Portugal e uma Taça da Liga, além de ter sido campeão europeu de seleções em 2016. 185 encontros depois, foi vendido ao Leicester no último dia do mercado de verão de 2017 por 24,5 milhões de euros mas um atraso de 14 segundos na entrega de toda a documentação acabou por fazer com que ficasse impedido de jogar até janeiro. Realizou ainda até ao final dessa época um total de 15 jogos.

De acordo com informações recolhidas pelo Observador, vários clubes mostraram interesse em saber em que condições podia ser acordada uma cedência pelo menos até ao final da temporada neste mercado de inverno. O Fenerbahçe e o Galatasaray foram apenas dois dos clubes que manifestaram essa vontade mas também de Inglaterra e de outras ligas europeias surgiram sondagens nesse sentido. Adrien, de 29 anos, pretende sair até dia 31 do Leicester mas tem optado por aguardar a melhor proposta para prosseguir a carreira, ciente também de que precisa de competição para poder reencontrar nas contas da Seleção Nacional quer para a Liga das Nações, quer no apuramento para o Campeonato da Europa de 2020.