Bloco de Esquerda

Catarina Martins enaltece passes mais baratos e pede mais transportes

442

Na feira da Brandoa, a líder bloquista elogiou a descida do preço dos passes por representarem "uma poupança muito significativa" para as famílias, mas pediu mais investimento em transportes públicos

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

A coordenadora do BE, Catarina Martins, elogiou hoje a medida orçamental negociada com o Governo para a descida do preço dos passes de transportes públicos, mas defendeu que deve ser acompanhada de mais investimento para haver mais meios disponíveis.

“Transportes públicos, coletivos, são essenciais à mobilidade e as deslocações são uma parte grande do salário das pessoas. A partir de abril, muda o tarifário. Na área metropolitana de Lisboa, não haverá passes acima de 40 euros. As famílias não gastarão mais de 80 euros, não precisam do equivalente a mais dois passes mesmo que tenham mais de dois elementos. As crianças até 12 anos deixam de pagar passe”, disse Catarina Martins.

No meio de uma vista à feira da Brandoa, Amadora, a líder bloquista referiu tratar-se de “uma poupança muito significativa para tantas famílias que gastam até centenas de euros com passes todos os meses”, enquanto distribuía panfletos e trocava saudações e cumprimentos com os populares.

“É uma medida muito importante, que faz apelo ao uso dos transportes coletivos e liberta salário, liberta pensão, melhora a vida das pessoas”, continuou.

Para Catarina Martins, “esta medida tem de ser acompanhada de um maior investimento em transportes”.

“Como vimos aqui hoje, há quem diga que não chegam os transportes que têm. É tão importante que em abril este desconto, este novo preço, ponha mais gente a utilizar os transportes, seja acompanhado de investimento para que haja o autocarro, o comboio, o metro, o barco de que as pessoas precisam”, concluiu.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Governo

Cogitações sobre a remodelação /premium

Maria João Marques

Costa promoveu pessoas com pouquíssima experiência profissional fora da vida política. É dos piores indicadores para qualquer político. Viver sempre na bolha dos partidos é péssimo cartão de visita.

PS

O terrível regresso da "Europa da troika" /premium

Miguel Pinheiro

Nas eleições europeias, o PS é contra a "Europa da troika", contra a "Europa dos populistas" e contra a "Europa do Brexit". Ou seja: é uma soma de confusões, contradições e baralhações.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)