O espanhol Rafael Nadal e o português João Sousa continuam a somar vitórias no Open da Austrália em ténis, que está a decorrer em Melbourne Park, no qual ‘caíram’ hoje o campeão em título Roger Federer e Angelique Kerber.

Depois de eliminado pelo japonês Kei Nishikori, na terceira ronda de singulares, João Sousa voltou a juntar-se ao argentino Leonardo Mayer para sentenciar o acesso aos quartos de final da competição de pares ante o chileno Nicolas Jarry e o argentino Maximo Gonzalez, pelos parciais de 6-3 e 6-4.

Consumado o triunfo em cerca de uma hora e 20 minutos, o número um português e 45.º colocado no ‘ranking’ ATP de pares igualou o melhor resultado alcançado em torneios do ‘Grand Slam’, depois dos quartos de final no US Open em 2015.

O próximo desafio da dupla luso-argentina, que lutará por uma presença inédita nas meias-finais de um torneio do ‘Grand Slam’, será diante os vencedores do encontro entre Frederik Nielsen/Marcelo Demoliner e Michael Venus/Raven Klaasen.

Ao contrário de Sousa, Roger Federer viveu um dia pouco assertivo na Rod Laver Arena. São 17 anos a separar o campeão em título e o grego Stefanos Tsitsipas, mas, no encontro de apuramento para os quartos de final, foi igualmente a falta de eficácia a sucumbir à determinação e ritmo intenso do jovem, de 20 anos, que venceu em quatro ‘sets’, por 6-7 (11-13), 7-6 (7-3), 7-5 e 7-6 (7-5).

O helvético, de 37 anos, chegou a dispor de quatro ‘set points’ na segunda partida, a 5-4 no serviço do adversário, e não converteu nenhum. Tal como não conseguiu concretizar nenhum dos 12 ‘break points’ a seu favor. Tsitsipas não perdoou e, graças aos 20 ‘ases’, 62 ‘winners’ e 36 erros não forçados, face aos 12 ‘ases’, 61 ‘winners’ e 55 erros não forçados do adversário, assegurou pela primeira vez na carreira a qualificação para os quartos de final de um torneio do ‘Grand Slam’.

“Não há palavras para descrever isto. Sou o homem mais feliz à face da terra neste momento”, disse ainda em ‘court’ o grego, que, graças ao triunfo, já subiu ao 13.º lugar do ‘ranking’ ATP, enquanto Roger Federer, detentor de 20 títulos do ‘Grand Slam’, saiu do top-5 mundial, figurando na sexta posição.

Ultrapassado o hexacampeão suíço, Stefanos Tsitsipas vai agora disputar com o espanhol Roberto Bautista-Agut, que eliminou o croata Marin Cilic (7.º ATP), por 6-7 (6-8), 6-3, 6-2, 4-6 e 6-4, uma vaga nas meias-finais do ‘major’ da Ásia-Pacífico.

Já Rafael Nadal somou mais um triunfo em três ‘sets’ na 107.ª edição do Open da Austrália frente ao checo Tomas Berdych, 57.º colocado da hierarquia mundial, que falhou os últimos seis meses da época transata com uma lesão nas costas.

Rafael Nadal, segundo do mundo, está a regressar oficialmente à competição, após uma cirurgia ao tornozelo direito no final de 2018, e, pela 11.ª vez, assegurou a qualificação para os quartos de final do Open da Austrália, Major que venceu em 2009.

O próximo adversário de Rafael Nadal é o norte-americano Frances Tiafoe, que celebrou o 21.º aniversário com uma vitória diante o búlgaro Grigor Dimitrov, por 7-5, 7-6 (8-6), 6-7 (1-7) e 7-5, e apurou-se de forma inédita para os oito finalistas de um torneio do ‘Grand Slam’. Será o primeiro confronto entre ambos.

Na competição feminina, a grande surpresa do dia foi protagonizada pela norte-americana Danielle Collins frente à alemã e número dois do ‘ranking’ WTA, Angelique Kerber, que não conseguiu evitar a derrota e cedeu a passagem aos quartos de final em apenas dois ‘sets’, por 6-0 e 6-2.