Rádio Observador

Greve

Sindicato mantém greve de bombeiros de Lisboa por falta de acordo com Governo

Sindicato não chegou a acordo com o Governo, apesar de terem havido avanços no que diz respeito à questão do estatuto da carreira. Sapadores Bombeiros de Lisboa iniciam hoje uma greve de 15 dias.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa decidiu esta segunda-feira manter a greve do Regimento dos Sapadores Bombeiros de Lisboa, apesar de “alguns avanços” nas negociações com o Governo sobre a proposta de alteração à carreira de bombeiro profissional.

“Para já, a greve vai manter-se, uma vez que não chegámos a nenhuma conclusão”, afirmou o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML) Vítor Reis, indicando que a ação de protesto pode ser suspensa “a qualquer momento se o Governo der passos significativos na resolução dos problemas” da carreira de bombeiro profissional.

Após uma reunião de cerca de três horas com o secretário de Estado da Proteção Civil, no Ministério da Administração Interna, em Lisboa, Vítor Reis salientou “a disponibilidade do Governo para aproximar-se das posições” dos sindicatos, nomeadamente na questão do estatuto, referindo que o tema de maior discordância é o diploma da aposentação.

“Infelizmente, não conseguimos chegar a um acordo. Houve alguns avanços, especialmente na questão do estatuto da carreira. Em relação à aposentação, estão irredutíveis, continuam a não ter em conta a obrigatoriedade e a necessidades destes bombeiros terem uma preparação física e uma robustez acima da média de outro trabalhador qualquer, o que com essa idade, com 60 e muitos anos, não é permitido prestar socorro”, declarou o dirigente do STML António Pascoal, explicando que as negociações não estão encerradas e os sindicatos estão “sempre disponíveis para discutir e negociar com o Governo”.

Os Sapadores Bombeiros de Lisboa iniciam esta segunda-feira uma greve de 15 dias contra a proposta de alteração à carreira de bombeiro profissional, no dia em que sindicatos representativos dos bombeiros e dos sapadores municipais reuniram com o Governo. A greve do Regimento dos Sapadores Bombeiros de Lisboa tem início previsto hoje às 20h00 e decorrerá até 5 de fevereiro.

A paralisação, agendada pelo STML, foi aprovada na segunda-feira da semana passada durante uma manifestação que reuniu cerca de 150 bombeiros em frente ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, junto à Praça de Londres, em Lisboa, onde o trânsito esteve cortado por estes profissionais. “Não vamos colocar em risco a vida das pessoas, vamos socorrer sempre que houver risco para a vida humana”, assegurou António Pascoal.

Na reunião desta segunda-feira com o secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, além dos dirigentes do STML, esteve Carlos Fernandes, do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Portugal: um país anestesiado

José Pinto

A um país anestesiado basta acenar com o Simplex, versão revisitada. Ninguém vai questionar. A anestesia é de efeito prolongado. O problema é se o país entra em coma.

Política

Bem-vindo Donald Trump, António Costa merece!

Gabriel Mithá Ribeiro

A direita em Portugal, e o PSD muito em particular, nunca foram capazes de afirmar um discurso sociológico autónomo. CDS-PP e PSD insistem em nem sequer o tentar, mesmo quando se aproximam eleições.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)