O Exército de Singapura afirmou que vai reduzir a duração, a intensidade e a frequência dos programas de treino militar após a morte de um ator, que se encontrava na reserva.

O ator de 28 anos, Aloysius Pang, morreu ao tentar reparar uma metralhadora de um pequeno tanque, durante um exercício militar na Nova Zelândia.

Em Singapura existe serviço militar obrigatório e os jovens têm de treinar nas forças armadas, forças policiais ou forças de defesa civil. A maioria serve em período integral por dois anos e depois são obrigados a treinos esporádicos.

Na sequência deste acidente, o Chefe da Força de Defesa das Forças Armadas, Melvyn Ong, assegurou que as autoridades vão modificar os programas de treino militar nas próximas semanas.

A redução do tempo de treino será imposta durante o tempo que for necessário, (…) queremos fazer isto da maneira certa, de forma segura para todas “, disse Ong, segundo o jornal The Straits Times.

O Chefe da Força de Defesa das Forças Armadas acrescentou ainda que está em curso uma comissão independente para investigar as circunstâncias que levaram à morte do ator.