Está prestes a ser conhecida a nova geração de um dos mais importantes modelos da Renault, o Clio. O utilitário, mesmo em fim de vida, não se despojou do estatuto de campeão de vendas em vários mercados, incluindo o português. E tudo indica que continuará entre os preferidos dos consumidores, a avaliar pelas fotos do interior que a marca divulgou.

Se o exterior só é conhecido dos teasers e de uma foto muito reveladora que foi parar a um site de miniaturas, o mesmo não se aplica ao habitáculo, com a Renault a encontrar assim uma forma de ‘manter a chama acesa’, enquanto não cai por completo o pano que cobre a nova geração do hatchback francês.

No interior impera um ambiente jovem e moderno, à semelhança daquilo que também foi a opção do rival Volkswagen Polo. O destaque vai para o painel de instrumentos digital e configurável, de 7 a 10 polegadas, sendo que o maior integra diversos modos de apresentação em 3D, com o intuito de dar ênfase ao cruise control adaptativo, sistema de auxílio ao condutor a que se juntam o alerta de saída involuntária da faixa de rodagem e a detecção de peões. Ou seja, a base da condução semiautónoma num modelo do segmento B.

A complementar o painel de instrumentos digital, um enorme ecrã táctil ao centro, tipo tablet, na vertical. Possui 9,3 polegadas e é a porta de entrada para o sistema de infoentretenimento. Este display é (tão só) o maior já montado num Renault.

Como se estes argumentos não bastassem, a marca do losango faz questão de frisar um reforço da qualidade percebida, níveis acrescidos de conforto e um maior leque de opções para personalizar o compacto, disponibilizando mais alternativas para customizar o modelo, das cores às texturas, dos bancos às portas.

Resta aguardar mais umas horas, para ficarmos a conhecer a nova geração do Clio em pleno e – espera-se – em detalhe.