Duas turistas filmaram uma detenção violenta protagonizada pela PSP na Praça Luís de Camões, centro histórico da cidade de Lisboa. No vídeo, que entretanto se tornou viral, as turistas atestam que a situação gravada aponta para racismo, uma situação desmentida esta segunda-feira pela PSP, que garante que o homem de 22 anos foi detido por tráfico de droga, tal como escreve o Correio da Manhã.

“Sabem o que isto é? Racismo”, ouve-se uma das turistas a dizer a meio do vídeo disponibilizado nas redes sociais, o qual mostra quatro agentes policiais a tentar deter o homem negro que, por várias vezes, reclama estar inocente.

Tristeza

Posted by Jonas Schneider on Sunday, January 27, 2019

Em resposta às acusações de racismo e de violência — no vídeo é possível ver um dos polícias a pontapear o homem, de maneira a conseguir deitá-lo no chão –, a PSP emitiu um comunicado de imprensa no início da tarde de segunda-feira, onde garante que os “agentes visualizaram um homem, de 22 anos de idade, desempregado, a abordar vários transeuntes na vida pública, indiciando que lhes pretendia vender estupefacientes”.

O homem, garante a PSP no comunicado citado pelo CM, “não foi colaborante, gritando que aquela abordagem era por motivações raciais”, e chegou a pedir que filmassem a situação. Em sua posse foram encontrados 17 pacotes de liamba e dois pedaços de haxixe, “embalados e prontos para venda em pequenas doses, num quadro típico do crime de tráfico de droga”. O homem, agora arguido, é residente em Oeiras e já tinha antecedentes criminais pelo crime de tráfico. Foi presente esta segunda-feira ao Ministério Público.