A Marinha portuguesa iniciou esta terça-feira no Mindelo a entrega de 10 toneladas de material social em Cabo Verde, além de realizar diversas atividades de cooperação com as forças armadas cabo-verdianas, em especial com a Guarda Costeira e Fuzileiros.

De acordo com a Marinha portuguesa, a operação está a cargo da fragata Álvares Cabral, que conta com uma guarnição de 159 militares e que permanecerá no porto de Mindelo até 1 de fevereiro, no âmbito da iniciativa Mar Aberto 2019, de cooperação no domínio da Defesa com os países africanos de expressão portuguesa, diplomacia naval e apoio à política externa do Estado português.

De 6 a 8 de fevereiro, o navio português estará atracado no porto da Praia, repetindo a descarga do material social reunido por várias instituições portuguesas e pela Marinha de Portugal e as ações de apoio técnico, de instrução, de treino conjunto e apoio médico à comunidade.

A iniciativa Mar Aberto pretende contribuir para o esforço internacional de capacitação dos países do Golfo da Guiné, com especial ênfase junto dos países de língua oficial portuguesa, em matéria de segurança marítima e no apoio ao combate a atividades ilícitas no mar.

A Álvares Cabral, comandada pelo capitão-de-fragata Alexandre Martins dos Santos Fernandes, integra equipas de fuzileiros, de mergulhadores e médica.