O belga Iljo Keisse (Deceuninck-Quick Step) foi esta quarta-feira expulso da Volta a San Juan em bicicleta, por “comportamento que atenta à honra e reputação da corrida” argentina, ao simular um ato sexual com uma funcionária de um bar.

Na sexta-feira, a jovem, de 18 anos, posou para uma fotografia com corredores da equipa belga, entre eles Keisse, que simulou um ato sexual, tendo a rapariga, mais tarde, apresentado queixa nas autoridades.

O corredor belga, de 36 anos, pediu desculpas publicamente, reconhecendo ter-se tratado de “um gesto estúpido, num momento estúpido”.

Um tribunal local condenou Keisse a uma multa de cerca de 3.000 pesos argentinos (cerca de 70 euros) por “ofensa à moral pública”. Na Argentina, um ato como o do belga é considerado abuso sexual.

A fotografia foi depois publicada nas redes sociais e em órgãos de comunicação social locais.