Segundo o responsável pelas vendas na administração da Volkswagen, Jürgen Stackmann, é interessante analisar a procura pelas diferentes motorizações no seio da principal marca do grupo, por parte dos clientes. Assim, quando comparados com os valores relativos a 2017, os clientes adquiriram em 2018 cerca de 43% dos Volkswagen com motor turbodiesel, um incremento importante face aos 39% do ano anterior.

Paralelamente, limitando o estudo aos clientes particulares, a opção pelos motores turbodiesel cresceu de forma ainda mais evidente, com os 15% verificados em 2017 a quase duplicarem, atingindo agora 27%. Isto apesar do up!, Golf e Passat darem aos seus clientes a possibilidade de optar por motores diesel, gasolina, híbridos plug-in ou eléctricos a bateria.

De acordo com Stackmann, os novos motores diesel produzem menos 15% de CO2 do que os seus rivais a gasolina e a diferença entre ambos os tipos de combustível é ainda maior se considerarmos veículos de maiores dimensões e peso a condizer, favorecendo sempre as unidades que queimam gasóleo.