Tesla

Tesla fecha 4º trimestre de 2018 de novo com lucro

O fabricante americano de automóveis eléctricos anunciou os resultados do 4º trimestre de 2018 e pela segunda vez consecutiva teve lucros. Mas se facturação foi acima das expectativas, os lucros não.

Tesla anunciou os resultados do último trimestre de 2018: 139 milhões de dólares de lucro e 7,2 mil milhões de dólares em facturação

A Tesla anunciou ontem, depois do fecho dos mercados, os resultados obtidos no quarto trimestre (Q4) de 2018 e, tal como se esperava, o construtor declarou pela segunda vez consecutiva resultados positivos, o que nunca tinha acontecido. Elon Musk, que já tinha avisado que iria apresentar lucros nos últimos três meses do ano, mas que esses resultados seriam inferiores aos registados no Q3, viu confirmadas as suas previsões.

Wall Street apontava para uma facturação da Tesla de 7,01 mil milhões de dólares, com o fabricante americano a surpreender pela positiva ao revelar um volume de negócios de 7,2 mil milhões de dólares. Em relação aos resultados operacionais, a marca de veículos eléctricos anunciou um lucro de 139 milhões de dólares, menos do que em Q3, o que provocou uma flutuação do valor das acções, que abriram o mercado a 301$, para caírem rapidamente até 294$ antes de subir gradualmente, com uma previsão de fecho ao fim do dia de 308$.

Desempenho comparado da Tesla com as suas rivais de luxo BMW, Daimler, Audi e Jaguar Land Rover nos últimos dois anos

Tão importante quanto os resultados no Q4, foi o facto de a marca anunciar também que o seu cash flow tinha igualmente melhorado no último trimestre do ano, em 718 milhões de dólares, tendo agora cerca de 3,7 mil milhões de dólares no banco à sua disposição. O que é bom, pois a Tesla tem alguns empréstimos que vencem em meados do ano.

Os resultados da marca foram acompanhados por uma carta aos investidores, onde o seu CEO, Elon Musk, confirmou que o Model 3 continua a ser comercializado com uma margem bruta superior a 20% e que está tudo pronto para atingir a produção de 10.000 unidades do seu veículo mais acessível antes do final de 2019, ano em que deverá transaccionar entre 360.000 e 400.000 veículos.

Nas vendas de veículos premium no mercado americano, o Tesla Model 3 transformou-se numa referência, batendo até os mais populares SUV

Em declarações à CNN, o analista Ross Gerber, da Gerber&Kawasaki, deu-se como muito satisfeito pelo desempenho da Tesla e pela sua recuperação, uma vez que a situação estava muito complicada no início de 2018. Afirma o responsável pela empresa de investimentos que hoje, com dois trimestres consecutivos de lucro, a marca entra numa segunda fase de expansão, começando a atacar em força a Europa e a China. Relembra ainda Ross Gerber que o grande investimento que o construtor já está a realizar (Gigafactory 3) no mercado chinês vai permitir-lhe incrementar a rentabilidade, aproveitando-se dos baixos custos que caracterizam aquele mercado, com a Tesla a ser um dos poucos fabricantes estrangeiros a ter um controlo total das suas linhas de produção e empresas, ao contrário dos seus concorrentes, que (ainda) têm parceiros locais impostos pelo Estado.

Em relação à anunciada saída do CFO (director financeiro) da Tesla, revelada em simultâneo com os resultados, Gerber é da opinião que Deepak Ahuja, que já esteve na empresa e que depois se reformou, aceitou regressar ao cargo de CFO para ajudar a resolver o problema bicudo que se vivia, para agora, ultrapassada a crise, regressar à reforma, deixando Zach Kirkhorn, um homem da sua confiança e que já era vice-presidente da área financeira, no seu lugar.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt
Educação

Estado-educador e Estado-cultura, em marcha?

Mário Pinto

Não existe uma educação para a cidadania única e institucional. Há várias concepções de cidadania, mesmo como concepções de vida democrática, pois há pluralismo social e cultural, ou moral e religioso

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)