Um sismo de magnitude 6,6 na escala de Richter foi esta sexta-feira sentido na Cidade do México, existindo relatos de que alguns edifícios mais altos na capital mexicana abanaram e foram evacuados, segundo as agências internacionais. O tremor de terra também provocou danos no edifício do parlamento de El Salvador.

Através das redes sociais, o parlamento salvadorenho indicou que o tremor de terra, sentido na capital do país, San Salvador, “provocou danos no edifício da Assembleia Legislativa” e que a Proteção Civil ia deslocar-se ao local para inspecionar as instalações. O parlamento referiu ainda que o sismo provocou o desprendimento de algumas partes de cimento no edifício principal, acrescentando que, por precaução, os funcionários foram retirados das instalações.

A agência noticiosa norte-americana Associated Press (AP), citando o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), informou que o sismo teve uma magnitude preliminar de 6,6.

O epicentro (zona da superfície terrestre onde a intensidade de um abalo sísmico é mais elevada e onde este alcançou em primeiro lugar o nível do solo, fica localizada por cima do hipocentro) do tremor de terra foi localizado a 16 quilómetros de Tapachula, no Estado de Chiapas (na costa sul do México), a uma profundidade de 67 quilómetros. Alguns escritórios localizados numa das avenidas centrais da Cidade do México foram evacuados, referiu a AP.

O sismo também foi sentido na vizinha Guatemala e em El Salvador, acrescentou a mesma agência. O Ministério do Meio Ambiente e de Recursos Naturais de El Salvador anunciou que o tremor de terra assustou as pessoas.

Funcionários da Cruz Vermelha salvadorenha, empregados de centros comerciais e estudantes de algumas escolas foram retirados das respetivas instalações por precaução, segundo vídeos divulgados nas redes sociais.

O secretário da Proteção Civil salvadorenho, Jorge Meléndez, afirmou que os elementos daquela entidade “estão a monitorizar a situação” e que, até ao momento, não há relatos de vítimas.

As autoridades da Guatemala divulgaram a ocorrência de pequenos desmoronamentos e danos em edifícios após o sismo, mas sem relatos de vítimas.

Artigo atualizado às 19h25 de sexta-feira