A greve dos enfermeiros, que decorre nos blocos operatórios de hospitais públicos desde o dia 31 de janeiro, levou ao adiamento nos dois primeiros dias de 650 cirurgias, 57% das 1.133 previstas, anunciou esta segunda-feira o Ministério da Saúde em comunicado.

O Ministério vai divulgar semanalmente o número de cirurgias adiadas face às que estavam previstas por cada um dos sete centros hospitalares atingidos pela greve até ao dia 28 de fevereiro, data em que termina a paralisação.