Três atores britânicos, vinhos de todo o mundo e cenários de colar qualquer um à televisão — isto caso haja especial interesse por vilas italianas, almoços luxuosos ou garrafeiras de topo. A próxima e terceira temporada do programa “The Wine Show”, cujo primeiro episódio invadiu o pequeno ecrã em abril de 2016, vai ser gravada em Portugal. Aquele que é um sucesso de audiências em todo o mundo — transmitido em mais de 100 países e a bordo dos aviões da companhia aérea Emirates — vai assentar raízes no país do Vinho do Porto e do Vinho da Madeira.

Depois de Itália e de França, a produção do programa vai fixar-se em Portugal para gravar um total de sete episódios, de uma hora cada um, que serão transmitidos em 2020, confirmou ao Observador Nuno Pires, diretor da Revista de Vinhos. A produção do formato estabeleceu uma parceria com aquela publicação, sendo que o anúncio oficial foi feito na 22ª edição da gala “Os Melhores Vinhos do Ano”, que se realizou na passada sexta-feira na Alfândega do Porto. A Revista de Vinhos assegura que “The Wine Show” é o “programa de televisão sobre vinho mais famoso no mundo”.

Aos três atores britânicos que apresentam o programa num registo sempre informal — Matthew Goode (“The Crown”, Matthew Rhys (“The Americans”) e James Purefoy (“Rome”) — junta-se uma equipa de especialistas em vinho, composta por Joe Fattorini, Amelia Singer e a Master of Wine Jancis Robinson, que já antes deu uma entrevista ao Observador. Aos críticos de vinhos cabe a missão de viajar por Portugal em busca de vinhos que melhor representem a diversidade e a história do país, tal como se lê no comunicado de imprensa divulgado pela Revista de Vinhos.

Pretendemos colocar Portugal no topo da lista de desejos de todos os viajantes. Com um media value superior a 7 milhões de euros, a exposição resultante da visita do The Wine Show é uma oportunidade sem igual para todos os parceiros. Dos EUA à Austrália, passando pela China, Brasil e outras paragens bem mais longínquas, a nossa vasta audiência de apreciadores de vinho e entusiastas de viagens vai seguramente apaixonar-se por Portugal”, garantem os responsáveis do programa à respetiva publicação.

Ainda não se conhecem ao certo as datas para o arranque das gravações — mas acontecerá “seguramente” por altura do segundo semestre de 2019 –, nem quais os produtores a serem visitados. Até lá, as duas temporadas do programa podem ser vistas no Chanel 5, no Reino Unido, no Hulu e no Ovation, nos EUA, por exemplo. Segundo avançou o Público, e o Observador confirmou, o programa ainda não é transmitido em Portugal, mas há negociações a decorrer com alguns canais. “Isso é uma das outras coisas que estamos a negociar, ter a serie num canal português”, assegura Nuno Pires.

A altura das vindimas será muito importante [para as gravações], principalmente em algumas regiões que têm técnicas ancestrais que noutros países não existem. Neste momento estamos a começar a trabalhar, a constituir equipas tanto do nosso lado como do deles. Em fevereiro a produção volta cá para começarmos a preparar uma série de coisas. Até ao final do mês de fevereiro, início de março já teremos tudo mais ou menos fechado”, diz Nuno Pires ao Observador.

O “The Wine Show” existe desde abril de 2016. De lá para cá tem reunido boas críticas: no mesmo ano, a Vanity Fair escreveu que o programa, que junta atores, críticos, vinhos e paisagens idílicas, é “um sonho tornado realidade”. A Variety, por sua vez, preferiu mencionar sete motivos porque vale a pena assistir ao formato.