Mais de 800 animadores e 18 carros alegóricos integraram esta quinta-feira a primeira parada de celebração do ano novo chinês em Macau, que também assinala o 20.º aniversário do estabelecimento daquela região administrativa especial chinesa.

A noite ficou também marcada por um espetáculo de fogo-de-artifício, lançado a partir de plataformas situadas o meio do rio das pérolas.

Com os 18 carros alegóricos deste ano alusivos aos pratos do ano novo lunar, a parada apresentou “cinco boas fortunas”, “chegada da fénix”, “abundância de riqueza em casa”, “kung hei fat choi”, “colheita frutuosa”, entre outros pratos típicos desta comemoração.

A diretora dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena Senna Fernandes, afirmou, em comunicado, que vão continuar a surgir “elementos gastronómicos” em vários eventos numa aposta na gastronomia do território, parte da rede de cidades criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Orçada em 27,4 milhões de patacas (cerca de três milhões de euros), a parada contou com a participação de grupos de vários países, incluindo de Portugal, Macau, França, Hong Kong e Japão.

Por outro lado, esta parada que celebra o início do ano do porco, é o arranque das comemorações do 20.º aniversário da transferência de administração de Macau de Portugal para a China, a 20 de dezembro de 1999, o que levará os Serviços de Turismo “a organizar em conjunto com outras entidades vários eventos de grande envergadura”, afirmou Maria Helena Senna Fernandes.

No próximo domingo, sexto dia das celebrações do ano novo chinês, vai decorrer, na zona norte da cidade, uma segunda parada, organizada pelos Serviços de Turismo, com a colaboração do Instituto para os Assuntos Municipais (IAM), do Instituto Cultural (IC) e do Instituto do Desporto (ID).