Bombeiros da cidade brasileira do Rio de Janeiro localizaram no início da tarde de quinta-feira a sexta vítima do temporal que desde a noite de quarta-feira provocou vítimas em várias zonas daquela região.

O último corpo foi localizado dentro de um autocarro que havia sido submerso por um deslizamento de terras na avenida Oscar Niemeyer, na zona oeste da cidade.

Uma das vítimas mortais é uma mulher, que acabou por morrer após o desabamento de uma casa em Guaratiba, na zona oeste da cidade, de acordo com o Corpo de Bombeiros. A segunda vítima mortal estaria também dentro da mesma casa, embora a informação não tenha sido ainda confirmada pelas autoridades. Outros dois homens ficaram feridos, no mesmo local, e foram transportados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge. Já a terceira vítima mortal foi registada na Rocinha, a maior favela do Rio de Janeiro na zona sul da cidade, tendo a pessoa ficado soterrada em casa.

A Defesa Civil confirmou que uma pessoa morreu num deslizamento de terra na favela do Vidigal e outra dentro de um autocarro que foi atingido por um segundo deslizamento de terra, na avenida Niemeyer. Há ainda registo de uma vítima desaparecida nos destroços do autocarro.

O temporal começou no início da noite. Houve fortes rajadas de vento e inundações, que condicionaram estradas e deixaram zonas da cidade sem eletricidade. A tempestade também causou um deslizamento de terras, que acabou por fazer cair parte da ciclovia Tim Maia.

Ao todo, houve 64 quedas de árvores e 17 inundações em ruas da cidade. Cerca de 600 operacionais foram mobilizados pela cidade no seguimento das ocorrências.

Face às condições meteorológicas adversas, o governo do Rio de Janeiro declarou o estado de alerta na quinta-feira, e assim permanece esta sexta-feira, dia 8. Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, decretou também luto oficial de três dias.

Na quinta-feira, a maioria das estradas que ficaram condicionadas na noite passada reabriram ao trânsito, mas os efeitos do temporal ficam registados. Na fotografia abaixo, vê-se um autocarro que foi atingido por uma árvore. Segundo o jornal, o motorista foi socorrido, mas disse que outros dois passageiros terão ficado dentro do veículo. Até ontem à noite, estavam ambos desaparecidos.

Também no Twitter, turistas publicaram um vídeo que mostra o Hotel Sheraton, um hotel de luxo, inundado, na Avenida Niemeyer. Esta via acabou por ficar interdita nos dois sentidos.

Artigo atualizado às 11h06 de sexta-feira, dia 8 de fevereiro