O cantor inglês George Michael, que ficou conhecido por fazer parte da banda Wham! durante cinco anos, de 1981 a 1986, seguindo-se uma carreira a solo, era também um apreciador de arte. Morreu aos 53 anos, no dia de Natal em 2016, e agora os 75 dos seus quadros vão ser leiloados pela Christie’s.

Os lucros da venda vão reverter para instituições, como o cantor sempre desejou e escreveu no testamento, segundo os responsáveis pela herança de George Michael, citados pelo jornal britânico The Guardian.

Antes do leilão, a coleção vai fazer uma tour mundial que vai arrancar em Nova Iorque, onde vai estar de 8 a 11 de fevereiro. Passará depois por Nova Iorque, Los Angeles, Hong Kong e Xangai. A última paragem vai ser Londres, onde vai decorrer a venda, no dia 14 de março.

[Algumas das obras que vão estar à venda na Christie’s:]

4 fotos

Posteriormente, irá acontecer um leilão online com preços mais baixos, de 8 a 15 de março. Mais de 130 peças vão ser postas à venda e estima-se que as ofertas comecem nas 400 libras (228 euros), subindo para 1,5 milhão de libras (mais de 1,7 milhão de euros).

George Michael era amigo de vários artistas britânicos da nova geração, como Tracey Emin, Sarah Lucas, Marc Quinn e Hirst, e costumava visitar estúdios, galerias e coleções para apoiar o trabalho destes e de outros jovens criativos.