Num artigo publicado pelo Medium, o presidente da Amazon acusa o National Enquirer de chantagem e extorsão. Jeff Bezos sustenta que o jornal ameaçou publicar fotos nuas suas para travar uma investigação privada aos métodos e às motivações do jornal após um artigo negativo sobre o homem mais rico do mundo.

O National Enquirer publicou uma grande reportagem dedicada à traição de Jeff Bezos à mulher, MacKenzie Bezos, no dia em que foi anunciado o divórcio do casal. A separação do presidente da Amazon da mulher com quem se casou há 25 anos pode dividir em dois uma fortuna de quase 60 mil milhões de euros. Em resposta, o chefe de segurança de Jeff Bezos, Gavin de Becker, recebeu um orçamento ilimitado para descobrir como e porquê foi criada a notícia do National Enquirer.

O dono do National Enquirer, David Pecker, é um amigo de longa data do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O jornal admitiu mesmo ter estado envolvido nos pagamentos feitos a alegadas amantes de Donald Trump para impedir que os casos se tornassem públicos. Ao fazê-lo, David Pecker assinou um acordo com a justiça americana para não ser levado a tribunal, admitindo ter influenciado a eleição e prometendo não voltar a quebrar a lei em qualquer domínio. Caso se confirme o caso de chantagem com Bezos este o acordo pode cair e o National Enquirer e David Pecker correrem o risco de voltar a tribunal.

Jeff Bezos é um alvo habitual de críticas do presidente norte-americano, que o apelidou de Jeff Bozo (Jeff Palhaço) e The Amazon Post (juntando o nome da plataforma de comércio online e do jornal detidos pelo bilionário, a Amazon e o Washington Post, respetivamente). Donald Trump acusa regularmente o Washington Post de publicar notícias falsas e a Amazon de abusar dos serviços postais dos EUA para enviar encomendas a preços demasiado baixos.