Brexit

Brexit. Saída da UE sem acordo ameaça mais de 600 mil postos de trabalho em todo o mundo

399

Segundo um estudo alemão, só na Alemanha estariam em risco 103 mil postos de trabalho e outros 50 mil em França, se se verificar um recuo de 25% da procura de produtos europeus no Reino Unido.

A saída do Reino Unido da União Europeia está marcada para dia 29 de março, mas ainda há vários assuntos por definir, sobretudo relativamente à Irlanda do Norte

STEPHANIE LECOCQ/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A queda das importações provenientes da União Europeia em direção ao Reino Unido em caso de um “Brexit duro” ameaça por si só mais de 600 mil postos de trabalho em todo o mundo, indica um estudo alemão divulgado esta segunda-feira.

Segundo os cálculos dos investigadores do instituto alemão IWH, com base na hipótese de um recuo de 25% da procura de produtos europeus no Reino Unido, 103 mil postos de trabalho seriam ameaçados na Alemanha e outros 50 mil em França.

Portanto, para os postos de trabalho afetados, os “despedimentos são uma opção entre muitas” e as empresas “poderão tentar guardar os empregados” através do recurso ao desemprego parcial ou encontrando novos mercados, referem os economistas.

Com a saída da União Europeia prevista para 29 de março, o Reino Unido está no limbo quanto à forma que este divórcio histórico terá, depois dos deputados britânicos terem rejeitado esmagadoramente a 15 de janeiro o acordo negociado ao longo de meses entre Bruxelas e a primeira-ministra britânica, Theresa May.

Uma saída desordenada do Reino Unido da UE, que se traduzirá nomeadamente pela introdução de tarifas aduaneiras, “teria como consequência desordenar as cadeias de produção internacional”, explica Oliver Holtemöller, coautor do estudo.

O estudo “só se concentra nas trocas de bens e serviços” e, por isso, não tem em conta outras consequências do ‘Brexit’, como por exemplo a queda da propensão para investir ou os efeitos nas receitas das famílias.

No total, cerca de 179 mil empregos na União Europeia são afetados pelo recuo das exportações, enquanto 433 mil postos adicionais são ameaçados indiretamente, tanto na UE como em países terceiros.

Assim, cerca de 59 mil empregos estão ameaçados indiretamente na China no seio das empresas que fornecem empresas europeias que exportam para o Reino Unido.

No Reino Unido, o único impacto indireto no seio das empresas que exportam para a UE partes de bens que voltam a importar para o país cifra-se em 12.000 portos de trabalho.

Um estudo publicado em janeiro de 2018 pelo gabinete de investigação Cambridge Econometrics tinha considerado que cerca de 500 mil postos de trabalho estavam ameaçados por um “Brexit duro”.

Na Alemanha, a indústria automobilística, pilar da economia exportadora, seria particularmente atingida, com uma perda de 15 mil postos de trabalho. Em França o setor dos serviços às empresas será o que mais vai sentir o impacto de um Brexit sem acordo, adianta o estudo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
União Europeia

A tragicomédia do Brexit /premium

Manuel Villaverde Cabral

É devido às razões de fundo da construção europeia, iniciada e discutida em profundidade há mais de 60 anos, que a União Europeia não podia em caso algum facilitar a saída do Reino Unido.

Educação

Estado-educador e Estado-cultura, em marcha?

Mário Pinto

Não existe uma educação para a cidadania única e institucional. Há várias concepções de cidadania, mesmo como concepções de vida democrática, pois há pluralismo social e cultural, ou moral e religioso

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)