Juros

Juros da dívida de Portugal caem a dois anos e sobem a cinco e dez anos

Os juros da dívida portuguesa estavam esta segunda-feira de manhã a cair a dois anos para -0,219% e a subir a cinco e dez anos em relação a sexta-feira para 0,435% e 1,650%, respetivamente.

Os juros de Espanha estavam estabilizados a dois anos e subiam a cinco e dez anos, enquanto os da Grécia desciam em todos os prazos. Os juros de Itália e da Irlanda subiam em todos os prazos

JASON SZENES/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Os juros da dívida portuguesa estavam esta segunda-feira de manhã a cair a dois anos e a subir a cinco e dez anos em relação a sexta-feira.

Cerca das 8h30 em Lisboa, os juros a dez anos estavam a avançar para 1,650%, contra 1,648% na sexta-feira.

No prazo de cinco anos, os juros também estavam a subir, para 0,435%, contra 0,433% no final da semana passada.

Em sentido inverso, os juros a dois anos desciam para -0,219%, contra -0,214% na sexta-feira.

Os juros de Espanha estavam estabilizados a dois anos e subiam a cinco e dez anos, enquanto os da Grécia desciam em todos os prazos. Os juros de Itália e da Irlanda subiam em todos os prazos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 8h30:

2 anos… 5 anos… 10 anos

Portugal

11/02……-0,219….0,435……1,650

08/02……-0,214….0,433……1,648

Grécia

11/02…….n.disp…3,337……3,999

08/02…….n.disp…3,353……4,002

Irlanda

11/02……n.disp….0,077……0,879

08/02……n.disp….0,073……0,867

Itália

11/02…….0,683….2,027……2,966

08/02…….0,646….2,017……2,955

Espanha

11/02……-0,257….0,212……1,229

08/02……-0,257….0,216……1,230

Fonte: Bloomberg Valores de ‘bid’ (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)