Rádio Observador

Futebol

Costinha e a mensagem emotiva do filho depois do 10-0: “Pai, não faz mal, acontece aos melhores”

4.533

"Nunca desacredites de ti. Amo-te muito". O treinador do Nacional divulgou no Instagram uma mensagem emotiva enviada pelo seu filho Diogo depois da goleada de 10-0 sofrida frente ao Benfica.

Costinha sofreu este domingo a mais pesada derrota da sua carreira, tendo assumido as responsabilidades pela goleada

FRANCISCO LEONG/AFP/Getty Images

A goleada do SL Benfica por 10-0 frente ao CD Nacional continua a fazer eco um pouco por toda a Europa, principalmente em Portugal. Hoje foi mesmo o treinador dos madeirenses, Costinha, que voltou a colocar o jogo na ordem do dia, revelando uma mensagem emotiva do seu filho Diogo na rede social Instagram. A mensagem foi recebida pelo antigo internacional português na noite da partida da Luz.

“Pai, não faz mal, acontece aos melhores, nunca desacredites de ti, porque eu nunca desacreditei de ti. Amo-te muito”, escreveu Diogo Costa, de 14 anos, a Costinha, via WhatsApp. A resposta do pai surge na descrição da foto partilhada agora na sua conta de Instagram. O treinador do Nacional responde ao filho deixando uma nota de crença e motivação, agradecendo a todos pelas mensagens de apoio.

“Desistir, fugir e esconder-se fazem os fracos. Os fortes assumem as responsabilidades e preparam se para a superação. Foi assim que que fiz na minha carreira e foi assim que consegui títulos”, escreveu o ex-futebolista, retribuindo o carinho pelos filhos.

O Nacional da Madeira recebe no próximo sábado o Feirense, estando em 15º lugar na Primeira Liga, apenas uma posição acima dos lugares de despromoção e com os mesmos pontos do Marítimo, primeiro “lanterna vermelha”.

Leia aqui, na íntegra, a mensagem de Costinha na rede social Instagram:

“Manifesto aqui o meu agradecimento por todas as mensagens de apoio e crítica e mostro esta porque foi a que mais me tocou e emocionou e ao mesmo tempo demonstra o caráter de quem educamos para a vida. Desistir, fugir, esconder-se fazem os fracos. Os fortes assumem as responsabilidades e preparam-se para a superação. Foi assim que fiz na minha carreira e foi assim que consegui títulos e o patamar mais alto de um Futebolista: a Seleção Nacional. Também vos amo, Diogo e Hugo, e nunca se esqueçam: na vida não são as vezes que se cai mas sim a força que temos para nos levantar e superar.” 

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

O favor que Costa fez à direita /premium

Sebastião Bugalho

Nestes quatro anos, Costa normalizou tudo aquilo que a direita se esforçou por conquistar, o que levanta uma questão simples: o que poderá dizer o PS contra um futuro governo do centro-direita?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)