Autoeuropa

Funcionários da Autoeuropa satisfeitos com novos horários

195

Os trabalhadores da Autoeuropa continuam a gozar duas folgas por semana, incluindo dois fins de semana completos todos os meses e são compensados financeiramente pelo trabalho aos sábados e domingos.

A fábrica de automóveis implementou os novos horários de laboração contínua para dar resposta ao elevado volume de produção do T-Roc, o novo veículo produzido na Autoeuropa desde meados do ano passado

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Os trabalhadores da Autoeuropa estão satisfeitos com os novos horários de trabalho de 19 turnos por semana e não tem havido quaisquer sinais de descontentamento, garantiu esta terça-feira à agência Lusa o coordenador da Comissão de Trabalhadores, Fausto Dionísio.

Os trabalhadores da Autoeuropa preferem estes novos horários, de 19 turnos por semana, aos anteriores, de 17 turnos”, disse Fausto Dionísio, assegurando que a Comissão de Trabalhadores não tem conhecimento de eventuais sinais de descontentamento.

Além da compensação financeira pelo trabalho aos sábados e domingos, remunerado a 100%, os trabalhadores da Autoeuropa continuam a gozar duas folgas por semana, incluindo dois fins de semana completos todos os meses.

Segundo revelou o jornal Eco, em reunião com a administração da empresa os sindicatos terão tentado que fosse fixado um prazo para a vigência do horário atual, mas a administração manifestou a intenção de manter o esquema de 19 turnos por semana enquanto se mantiver o ritmo de produção dos últimos meses.

A fábrica de automóveis do grupo Volkswagen em Palmela implementou os novos horários de laboração contínua para dar resposta ao elevado volume de produção do T-Roc, o novo veículo produzido na Autoeuropa desde meados do ano passado.

Em declarações à agência Lusa, o coordenador da Comissão de Trabalhadores, Fausto Dionísio, confirmou também a informação avançada por alguns órgãos de comunicação social da área económica, sobre o prolongamento da produção do Volkswagen Sharan por mais dois anos.

A produção do monovolume Volkswagen Sharan deveria ser descontinuada em 2020, mas a Volkswagen decidiu continuar a fabricar este veículo até 2022, prevendo-se que a produção vá sendo ajustada em função das encomendas.

A agência Lusa tentou ouvir a administração da fábrica de Palmela, mas ainda não foi possível.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)