Rádio Observador

Petróleo

Crescimento da procura de petróleo vai manter-se em 2019

A Agência Internacional de Energia estima que a procura atinja 100,6 milhões de barris por dia, registando 'picos' no 3º e 4º trimestres com 101,2 e 101,4 milhões de barris por dia, respetivamente.

A AIE sublinha que os preços não subiram "de forma alarmante" apesar do impacto dos acontecimentos na indústria, como a imposição de sanções dos Estados Unidos contra a companhia pública venezuelana PDVSA

SERGEY DOLZHENKO/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O aumento da procura global de petróleo vai manter-se estável em 2019, depois de um crescimento robusto de 1,4 milhões de barris por dia no último trimestre de 2018, considerou esta quarta-feira a Agência Internacional de Energia (AIE).

No relatório mensal sobre o mercado petrolífero, a AIE refere que esta resistência se vai apoiar em preços mais baixos e em lançamentos de projetos petroquímicos na China e nos Estados Unidos, ainda que a desaceleração da economia mundial limite o aumento.

Em 2019, a AIE calcula que a procura atinja 100,6 milhões de barris por dia, registando ‘picos’ no terceiro e quarto trimestres com 101,2 milhões de barris por dia e 101,4 milhões de barris, respetivamente.

Em janeiro, o fornecimento mundial de petróleo caiu 1,4 milhões de barris, para 99,7 milhões de barris por dia, devido aos primeiros efeitos dos acordos de Viena e dos cortes na extração da província canadiana de Alberta.

As perspetivas de crescimento da produção nos Estados membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) caíram em 930.000 barris diários em janeiro, para 30,83 milhões de barris por dia, um mínimo em quase quatro anos, sublinha a AIE.

A AIE sublinha que os preços não subiram “de forma alarmante” apesar do impacto dos acontecimentos na indústria, como a imposição de sanções dos Estados Unidos contra a companhia pública venezuelana PDVSA porque há existências relativamente grandes, criadas no segundo semestre de 2018. Contudo, a AIE alerta para possíveis problemas na qualidade do petróleo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Combustível

Quando a verdade está a banhos…

Nuno da Costa Nata

Durante a greve dos motoristas, a violação dos mais basilares princípios da construção democrática foi dinamitada por um silêncio cúmplice e ensurdecedor de uma esquerda sedenta de poder.

Política

A sobrevivência do socialismo /premium

André Abrantes Amaral

O socialismo é a protecção de um sector contra os que ficam de fora. O desejo de ordem e a desresponsabilização é natural entre os que querem segurança a todo o custo.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)