O prazo de confirmação do agregado familiar dependente para efeitos da declaração de IRS do ano passado terminou esta sexta-feira, dia 15 e o Ministério das Finanças afasta para já qualquer alargamento. Questionado sobre a existência de dificuldades na atualização dos dados dos dependentes no portal das Finanças no último dia do prazo, fonte oficial diz ao Observador que não foram “reportadas quaisquer indisponibilidades permanentes do sistema.”

A mesma fonte esclarece contudo que, apesar do prazo ter terminado, “os contribuintes que não tenham tido a oportunidade de proceder à confirmação do seu agregado terão sempre a oportunidade de o fazer manualmente aquando da entrega da Modelo 3 (declaração de IRS) que decorrerá de 1 de abril a 30 de junho”.

A atualização dos dados sobre o agregado familiar até 15 de fevereiro permite que esta informação seja já considerada nas declarações pré-preenchidas do IRS, o que facilita o processo de entrega e torna mais rápida a receção dos reembolsos.