Os Estados Unidos e a Coreia do Norte estão a ponderar trocar representantes de Estado destacados no estrangeiro — denominados por “agentes de ligação” –, numa altura em que a cimeira entre os dois países se aproxima. Esta troca pode começar a solidificar o estabelecimento de interesses entre os dois, segundo avança a CNN.

Donald Trump e Kim Jong-un reuniram-se pela primeira vez no ano passado, numa cimeira em Singapura, onde assinaram um acordo no qual se comprometiam a estabelecer uma relação que visasse alcançar a paz e a prosperidade entre os dois países. Contudo, poucos foram os progressos atingidos desde aí e o atual impasse nas relações bilaterais, motivado pelo armamento nuclear, deixou a Coreia do Norte à espera de que os EUA tomassem a iniciativa.

Neste sentido, a troca mútua destes representantes pode ser um primeiro passo por parte dos EUA, ainda antes de a cimeira começar. Trump e Kim Jong-un reúnem-se, pela segunda vez, nos dias 27 e 28 de fevereiro, em Hanói, a capital do Vietname. Espera-se que este encontro sirva para desbloquear o diálogo sobre a desnuclearização da península coreana, que conheceu poucos progressos desde a primeira reunião entre os dois líderes.