O público quer SUV, pelo que é exactamente isso que as marcas se concentram em oferecer. Esta máxima, aplicada já por muitos fabricantes, vai também ser seguida pela Alfa Romeo que, apesar da sua imagem desportiva, não quer descurar o tipo de modelos que os seus clientes querem adquirir.

De acordo com o plano de produto apresentado para os próximos anos, a casa de Arese prepara-se para alargar a sua gama, de forma a cobrir 71% do mercado em 2022, valor que em 2018 não ultrapassou 46%. Ora, este incremento só pode ser atingido à custa de novos modelos e, se o MiTo vai desaparecer, vai surgir um novo Giulietta e, mais importante do que isso, um SUV com base no novo Giuletta.

A introdução deste novo SUV compacto já era esperada. A surpresa é que, graças aos gregos da Autoblog, sabe-se que a apresentação do novo e mais acessível modelo está agendada para o início de Março, no Salão de Genebra. A entrada na gama da família ‘aventureira’ da Alfa Romeo deverá assumir as formas de um SUV coupé, baseado no Jeep Renegade, colocando de lado a plataforma Giorgio (mais cara).

O novo SUV será produzido na fábrica italiana de Pomigliano, onde nasce o Renegade e também o Fiat 500X, sendo que é igualmente esperada uma versão híbrida plug-in, com modo eléctrico capaz de percorrer um mínimo de 50 km, o que lhe vai permitir usufruir de (importantes) benefícios fiscais. Como é vulgar com esta plataforma, deverão estar disponíveis versões com tracção à frente e 4×4.