Não foi o maior brinde de todos mas esteve longe de ser a fava: o Benfica vai defrontar o Dínamo Zagreb nos oitavos de final da Liga Europa, de acordo com o sorteio realizado esta manhã em Nyon, na Suíça, que não trouxe propriamente nenhum jogo grande nesta fase – o que promete em paralelo promover outro nível na competição a partir dos quartos de final. A primeira mão será jogada na Croácia a 7 de março, depois da deslocação do conjunto de Bruno Lage ao Dragão (sábado, dia 2), ao passo que a segunda partida está marcada para a Luz na semana seguinte (dia 14), entre uma receção ao Belenenses e a deslocação a Moreira de Cónegos (encontros que ainda não têm data e hora definida pela Liga de Clubes).

Esta será a terceira vez que os encarnados cruzam com o conjunto croata nas competições europeias, com claro saldo positivo até ao momento: em 1980/81, na primeira eliminatória da Taça dos Vencedores das Taças, houve empate sem golos na primeira mão antes do triunfo na Luz por 2-0 com golos de Nené e César, quando Lajos Baroti era o treinador; em 2004/05, com Giovanni Trapattoni, o Benfica ganhou em casa também por 2-0 (Sokota e Simão Sabrosa), na fase de grupos da Taça UEFA.

Nos outros encontros que envolvem equipas com jogadores portugueses, o Zenit de Luís Neto vai defrontar o Villarreal, equipa que eliminou o Sporting nos 16 avos de final; o Eintracht Frankfurt de Gonçalo Paciência terá pela frente o Inter de João Mário e Cédric Soares; o Sevilha de Daniel Carriço e André Silva joga com o Slavia Praga, uma das surpresas da última noite ao golear na Bélgica o Genk por 4-1; o Nápoles de Mário Rui terá uma tarefa complicada contra os austríacos do Salzburgo; e o Valencia de Gonçalo Guedes encontra os russos do Krasnodar, que afastaram na última ronda o Bayer Leverkusen.

Os jogos apurados neste sorteio, que teve como única condicionante o facto de não poder haver cruzamento entre o Dínamo de Kiev e equipas russas (Zenit e Krasnodar) dos oitavos da Liga Europa foram os seguintes:

– Chelsea (Inglaterra)-Dínamo Kiev (Ucrânia)
– Eintracht Frankfurt (Alemanha)-Inter (Itália)
– Dínamo Zagreb (Croácia)-Benfica (Portugal)
– Nápoles (Itália)-Salzburgo (Áustria)
– Valencia (Espanha)-Krasnodar (Rússia)
– Sevilha (Espanha)-Slavia Praga (Rep. Checa)
– Arsenal (Inglaterra)-Rennes (França)
– Zenit (Rússia)-Villarreal (Espanha)

De recordar que nas últimas duas épocas em que o Benfica esteve na Liga Europa conseguiu chegar à final da competição, que perdeu frente a Chelsea (2012/13) e Sevilha (2013/14). Daí para a frente, os encarnados ficaram sempre na Liga dos Campeões, caindo na fase de grupos (2014/15 e 2017/18), chegando aos oitavos (2016/17) ou atingindo os quartos (2015/16).

Os resultados da segunda mão dos 16 avos da Liga Europa, que se realizou esta quinta-feira, foram os seguintes:

– Sevilha (Espanha)-Lazio (Itália), 2-0 (3-0 nas duas mãos)
– Villarreal (Espanha)-Sporting (Portugal), 1-1 (2-1)
– Zenit (Rússia)-Fenerbahçe (Turquia), 3-1 (0-1)
– Dínamo Zagreb (Croácia)-Viktoria Plzen (Rep. Checa), 3-0 (4-2)
– Salzburgo (Áustria)-Club Brugge (Bélgica), 4-0 (5-2)
– Nápoles (Itália)-Zurique (Suíça), 2-0 (5-1)
– Eintracht Frankfurt (Alemanha)-Shakhtar (Ucrânia), 4-1 (6-3)
– Valencia (Espanha)-Celtic (Escócia), 1-0 (3-0)
– Arsenal (Inglaterra)-BATE Borisov (Bielorrússia), 3-0 (3-1)
– Benfica (Portugal)-Galatasaray (Turquia), 0-0 (2-1)
– Inter (Itália)-Rapid Viena (Áustria), 4-0 (5-0)
– Genk (Bélgica)-Slavia Praga (Rep. Checa), 1-4 (1-4)
– Bayer Leverkusen (Alemanha)-Krasnodar (Rússia), 1-1 (1-1)
– Chelsea (Inglaterra)-Malmö (Suécia), 3-0 (5-1)
– Betis (Espanha)-Rennes (França), 1-3 (4-6)
– Dínamo Kiev (Ucrânia)-Olympiacos (Grécia), 1-0 (3-2)