Ambiente

Vêm aí os camiões eléctricos. UE corta emissões

Depois de obrigar à redução das emissões de dióxido de carbono dos automóveis para 2030, em 37,5%, a União Europeia aponta agora armas aos camiões, forçando-os emitir menos 30% dentro de 11 anos.

Para já ainda é um acordo provisório, mas a União Europeia (UE) entende que os veículos pesados devem ter o mesmo tipo de tratamento do que os automóveis ligeiros, contribuindo igualmente para uma melhoria da qualidade do ar. E se bem que tenham sido determinados os cortes julgados necessários pelos legisladores, nas emissões de dióxido de carbono (CO2), os responsáveis de Bruxelas reservam-se o direito de rever os valores máximos de CO2 novamente em 2022.

De momento, à semelhança do que também aconteceu com os automóveis ligeiros, que se vão ver obrigados a reduzir em 37,5% as emissões de CO2 em 2030, quando comparadas com os valores em gramas por quilómetros emitidos em 2021, também o dióxido de carbono libertado para a atmosfera em 2030 tem de cair 30%. Além desta meta para dentro de 11 anos, os camiões vão ainda ter de respeitar um corte intermédio de 15% em 2025. De recordar que também os furgões já foram contemplados com a redução de CO2, tendo que diminuir as emissões em 15%, em 2025, e um total de 31% em 2030.

Através da European Automobile Manufacturers Association (ACEA), os fabricantes de camiões reagiram ao anúncio, revelando preocupações em relação à violência dos cortes. Realçam que se a rede de postos de carga públicos para veículos ligeiros é reduzida, a destinada a veículos pesados é inexistente, o que implica um urgente e considerável investimento por parte dos diferentes Estados-membros.

Os cortes de CO2 agora anunciados vão obrigar a mais camiões com motores adaptados a queimar gás natural e motorizações híbridas, mas sobretudo vão tornar necessários veículos pesados eléctricos. Numa primeira fase, a solução poderá passar pelo recurso a camiões eléctricos capazes de trazer até às cidades a mercadoria, a partir de grandes centros distribuidores localizados fora das zonas urbanas, cuja autonomia não necessita de ser tão elevada.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)