Daniel Radcliffe, que se tornou uma celebridade mundial logo aos 11 anos quando começou a interpretar o jovem feiticeiro na saga da escritora J. K. Rowling, revelou no programa “Off Camera with Sam Jones” que recorreu ao álcool para conseguir lidar com a fama.

O ator britânico de 29 anos confessou no programa conduzido pelo fotógrafo e realizador Sam James, que, após o sucesso de Harry Potter, se sentia incapaz de ir a qualquer local sem ser observado e que para escapar à ansiedade e se refugiar do escrutínio e da pressão social recorria ao álcool.

Sentes-te observado ao entrar num bar e, no meu caso, a forma mais rápida de superar isso era beber muito, apesar de as pessoas ainda olharem mais para ti porque estás bêbedo”, conta Daniel Radcliffe, em entrevista.

Durante a conversa, Daniel Radcliffe abordou também o facto de as pessoas terem a expectativa de que os atores “não têm razões para se sentir tristes ou para não se sentirem entusiasmados” com a vida que levam. “Isto é uma pressão porque se te começas a sentir emocionalmente triste, questionas-te se estás a fazer as coisas realmente bem”, explica o ator.

Apesar de todos efeitos negativos que o estrelato lhe concedeu, Radcliff garante que nunca deixou de gostar do seu trabalho e que nunca deixou que o álcool interferisse com a vida profissional. “Eu amo o meu trabalho. Eu sou um sortudo por amar o meu trabalho”.

O ator não descartou a importância que a família e os amigos tiverem nesse momento que demorou algum tempo a ultrapassar. “Acordei de manhã depois de uma noite: ‘Isso provavelmente não é bom'”. Foi a partir daí que decidiu mudar de vida.

Eu sou um sortudo pelas pessoas que tenho à minha volta na minha vida. Elas deram-me bons conselhos e importaram-se realmente comigo. Mas, em último caso, a decisão é minha”, remata  Daniel Radcliffe.

O vídeo da entrevista foi publicado no Youtube na terça-feira passada, dia 19, e já conta com mais de 330 mil visualizações.