Rádio Observador

Donald Trump

Durty Donald ou Kim Jong Yum. Os hambúrgueres que marcam a cimeira de líderes

Um chef irlandês decidiu inovar e aproveitar a ida de Donald Trump e Kim Jong-un a Hanói para criar dois hambúgeres relacionados com os dois chefes de Estado que se reúnem em mais uma cimeira de paz.

MANAN VATSYAYANA/AFP/Getty Images

A política às vezes pode dar fome. Então quando se fala de uma cimeira que pode trazer a paz mundial a nível geopolítico, ainda mais. Foi precisamente isso que o chef irlandês Colin Kelly pensou. O cozinheiro, que trabalha no Durty Bird, o seu restaurante em Hanói, capital do Vietname, decidiu utilizar o facto de Donald Trump e Kim Jong Un se encontrarem na cidade para poder vender mais hambúrgueres. E não são uns hambúrgueres quaisquer: são inspirados — pelo menos os nomes — nos líderes dos dois países.

O objetivo era não só utilizar os nomes dos chefes de Estado, como captar também as suas essências: o Durty Donald — trocadilho com “Dirty”, que significa “sujo” em português , inspirado em Donald Trump, quer ser “extravagante” como o seu homónimo. Daí apresentar-se com duplo bife, duplo bacon, e ainda fios de frango amarelo. Sobre os molhos, Kelly diz que se inspirou nas desavenças de Trump com os russos para o deixar tão picante como as trocas de acusações.

Os dois hambúrgueres querem ter tanto sucesso como os dois líderes na cidade de Hanói

Já o hambúrguer do líder norte-coreano ganhou o nome de Kim Jong Yum e é feito de barriga de porco fumada, carne de javali, maionese kimchi — um condimento típico da Coreia — e kimchi frito. O hambúrguer não deixou ninguém indiferente, logo no seu lançamento. Truong Trang, uma cliente da Durty Bird, disse ao The Guardian que o hambúrguer “Kim” era tão “misterioso” como a Coreia do Norte. “Este hambúrguer deixa-me curioso sobre os seus ingredientes. Fico curioso, mas só quero comer mais. Um pouco como me sinto sobre a Coreia do Norte”, disse ela.

Os dois hambúrgueres foram lançados ao público esta segunda-feira, dias antes do início do segundo encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un, que começa na quarta-feira. O primeiro encontro aconteceu a 12 de junho de 2018, em Singapura, e foi um sucesso, com o presidente norte-americano a dizer inclusive que os dois líderes se teriam “apaixonado”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)