O curador francês Philippe Vergne foi nomeado diretor do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, assumindo o cargo em abril, anunciou esta quarta-feira o conselho de administração da fundação.

Com uma sólida carreira, desde sempre ligada à arte contemporânea, Philippe Vergne liderou algumas das mais prestigiadas instituições de arte dos Estados-Unidos e da Europa”, refere a Fundação de Serralves em comunicado.

Philippe Vergne, que deixará em março o cargo de diretor do Museu de Arte Contemporânea de Los Angeles, foi nomeado num “processo de seleção internacional, com entrevistas a candidatos de várias partes do mundo”, ocupando o lugar assumido anteriormente por João Ribas.

O curador francês “traz uma visão artística sólida e inspiradora não só para o Museu e para a Coleção, mas também para o extraordinário património da Fundação de Serralves e do seu parque histórico”, justifica a fundação.

João Ribas, anterior diretor do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, apresentou demissão em setembro passado, na sequência de uma polémica em torno de uma exposição de fotografia de Robert Mapplethorpe.