O consórcio russo Rosoboronexport, o monopólio estatal de exportação de armamento, anunciou este domingo a abertura na Índia de uma fábrica de produção de ‘Kalashnikov’, a marca de espingardas de assalto mais popular do mundo. “Acordámos uma produção de 750 mil armas. A capacidade de produção da fábrica cobrirá todas as necessidades das forças de segurança indianas”, informou a Rosoboronexport em comunicado.

A fábrica Indo-Russian Rifles Private Limited, localizada no estado de Uttar Pradesh, no norte do país, produzirá AK-203, uma versão moderna e atualizada da icónica AK-47. No entanto, de acordo com a nota da empresa, a fábrica poderá aumentar os volumes de produção e fabricar novos modelos no futuro.

De acordo com o Kremlin, o Presidente russo, Vladimir Putin, felicitou o Governo indiano pela abertura da fábrica e recordou que resulta do acordo alcançado com o primeiro-ministro, Narendra Modi, durante a visita ao país asiático no passado mês de outubro.

“A tradicional cooperação técnico-militar é uma das áreas chave da parceria estratégica e privilegiada entre a Rússia e a Índia”, afirmou Vladimir Putin, que frisou que durante mais de 70 anos que a Rússia forneceu armas à Índia. De acordo com a Efe, Putin e Modi conversaram por telefone esta semana, manifestando interesse de ambas as partes em aprofundar a cooperação ao nível do armamento.

Segundo fontes oficiais citadas hoje pela agência Interfax, a Rússia também forneceu à Índia um carregamento de 50.000 ‘Kalashnikov’.