Pelo menos 23 pessoas morreram no domingo na sequência de um tornado que causou “danos catastróficos” no estado do Alabama, no sudeste dos Estados Unidos, anunciaram as autoridades, em novo balanço, citado pelo Washington Post.

Mais de 20 mil pessoas ficaram sem luz, mais de 50 pessoas ficaram feridas e hospitalizadas e há ainda vários desaparecidos.

O anterior balanço oficial apontava para 14 mortos.

Há várias imagens e vídeos na rede social Twitter a relatar a catástrofe:

De acordo com o xerife, o tornado percorreu vários quilómetros e causou uma “destruição catastrófica” num raio de 400 metros, ao longo da sua trajetória. Na tarde de domingo, foram lançados vários alertas de tornado em vários locais dos estados do Alabama, Georgia, Florida e Carolina do Sul.

O Presidente dos EUA Donald Trump deixou uma mensagem na rede social Twitter: “Ao grande povo do Alabama e arredores: Por favor, tenham cuidado e fiquem seguros. Tornados e tempestades são verdadeiramente violentos e mais pode estar a caminho. Para as famílias e amigos das vítimas e feridos, Deus vos abençoe a todos!”.

A governadora do Alabama, Kay Ellen Ivey, já reagiu ao acontecimento e aos danos causados pelo mesmo, manifestando apoio às famílias afetadas pelo tornado. “Conhecer o Alabama, é saber que somos uma comunidade pequena e hoje cada um de nós chora a perda da vida dos nossos companheiros alabamianos”, diz.

As autoridades locais temem que o balanço das vítimas venha a subir assim que as buscas sejam retomadas. Num só dia morreram mais pessoas em Lee County (Alabama) do que em 2018, na mesma região.

Veja na fotogaleria acima as imagens do tornado que causou mortos e destruiu diversas casas. O serviço nacional de meteorologia norte-americano previa a continuação de muito mau tempo durante o resto do dia (madrugada desta segunda-feira em Lisboa).