Paços de Ferreira

Paços de Ferreira. Reclusos dizem ter sido agredidos por guardas de “cara tapada”

264

Cerca de cinco reclusos dizem ter sido agredidos por guardas, na sequência de uma busca à prisão de Paços de Ferreira. A Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais nega as agressões.

A Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais confirma que 3 reclusos foram transportados para o hospital um dia após as buscas

Getty Images

Um conjunto de reclusos afirma ter sido agredido na sequência de uma busca realizada ao Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, onde foram apreendidos 18 telemóveis, 6 seringas, uma arma branca de fabrico artesanal e um recipiente com fruta fermentada. As queixas foram recebidas pela Obra Vicentina de Auxílio aos Reclusos (OVAR), mas a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais nega as agressões, noticia esta segunda-feira o jornal Público. 

A busca foi realizada na semana passada, entre segunda e terça-feira, e, segundo aquilo que cinco reclusos contaram ao coordenador da OVAR, que visitou a cadeia de Paços de Ferreira este sábado, “os guardas entraram nas celas, alguns com cabeças tapadas, algemaram os reclusos, e coagiram-nos a dar informação. Como os presos não diziam nada, agrediram-nos. Houve uma atuação desproporcionada e injustificada”, explicou Manuel Hipólito dos Santos ao jornal.

Sobre as alegadas agressões o porta-voz da Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Semedo Fernandes, confirmou ao jornal que foram transportados para o hospital três reclusos, um dia depois da busca, mas que estes regressaram ao estabelecimento prisional com o “registo de que não havia ferimentos, nem hematomas ou escoriações”, contou o porta-voz ao Público. Semedo Fernandes sublinhou ainda que “a busca foi acompanhada pelos serviços de segurança e usada uma metodologia absolutamente escrutinável, em que é possível identificar quem fez a busca e cada passo” .

No comunicado enviado às redações sobre esta busca, estava referido que a “ação decorreu sem que se tivesse verificado qualquer tipo de incidentes e os reclusos em cuja posse foram apanhados os objetos e bens ilícitos serão objeto do procedimento disciplinar e/ou criminal previstos na Lei”.

Esta cadeia tornou-se recentemente no alvo das atenções quando, há cerca de três semanas, um grupo de reclusos organizou uma festa de anos a um traficante de droga, tendo conseguido publicar vídeos em direto da festa no Facebook. Na sequência, foi realizada uma busca na Ala A da cadeia de Paços de Ferreira, que levou à apreensão de 79 telemóveis, tabaco, droga, um passaporte e um alambique.

Estes incidentes já levaram ao pedido de demissão da diretora da prisão de Paços de Ferreira, Maria Fernanda Monteiro Barbosa, que foi aceite pelo Governo.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)