“Vou partir mais Telemóveis que o Osíris”. É este o mote do jogo criado por uma empresa de marketing sediada em Coimbra, que aproveitou o efeito mediático do Festival da Canção e lançou o jogo na madrugada de sexta para sábado. Curiosamente, o maior número de jogadores registou-se no domingo, um dia depois de Conan Osíris ter selado a sua presença na Eurovisão 2019.

Em jeito de antecipação ao desfecho do Festival, a empresa 10.digital decidiu apostar no vencedor e lançou um jogo baseado na canção de Conan Osíris. “Foi impressionante ver a força que o Conan foi ganhando. Por isso é que também apostámos nisso. A verdade é que ele ficou em segundo na primeira meia-final, mas nós não tínhamos grandes dúvidas de que ele ia ganhar”, confessa Pedro Girão, um dos criadores do jogo, ao Observador.

O objetivo é fácil: partir o maior número de telemóveis possível em 10 segundos. Para tal, apenas precisa de clicar no ecrã. Quando clica, o martelo cai sobre o telemóvel e contabiliza um aparelho partido.

“Vou partir mais Telemóveis que o Osíris”, criado por uma empresa de marketing de Coimbra. Créditos: 10.digital

Um jogo que acaba por ser mais que isso. Pedro Girão admite que a empresa tenta estar atenta aos “temas do momento” e “perceber melhor as pessoas e as redes sociais”. “No fundo é um jogo, mas apareceu no Twitter, no Reddit, no LinkedIn, no Facebook, no Instagram. Nós conseguimos facilmente perceber de onde vem mais gente. É um mundo que está a mudar muito, se não formos criando estas coisas não sabemos o suficiente para propor a um cliente”, admite.

Segundo um dos seus criadores, o jogo já teve mais de 72 mil jogadas e a “campanha já alcançou 500 mil pessoas” nas redes sociais. Pedro Girão não consegue indicar o record atual. “Não guardamos os dados, mas enviaram-nos imagens com mil e tal telemóveis partidos. Mas é completamente impossível fazer esse número em dez segundos. Deve ter sido um programador, ou algo do género”, confessa ao Observador.

Entretanto, Conan Osíris e a sua “Telemóveis” já vão em sétimo na lista dos favoritos das casas de apostas e Pedro Girão espera conseguir empurrar, ainda mais, o cantor para a vitória em Israel.  “Se conseguirmos ajudar um artista português a ganhar mais notoriedade é bom. Esperemos que seja suficiente para ganhar”, confessa. Caso Portugal conquiste Tel Aviv, Pedro Girão admite “desenvolver outra coisa diferente”.