Rádio Observador

Benfica

“Estamos a perder 1-0 e ainda não acabou”. Lage e um jogo “pouco conseguido” mas que está “no intervalo”

117

Lage defendeu que a equipa sentiu a saída de Seferovic e disse que este foi um jogo "pouco conseguido", mas lembrou que a eliminatória "está no intervalo". Krovinovic fez aposta com jogador do Dínamo.

O treinador português perdeu pela segunda vez ao comando da equipa encarnada

AFP/Getty Images

“Gosto de não olhar para a gestão de esforço, mas para a gestão de plantel. Há jogadores que têm dado boa resposta e merecem jogar. Todos têm dado boa resposta. Estamos em três competições e precisamos de toda a gente”, dizia Bruno Lage na antevisão da visita ao Dínamo Zagreb para a primeira mão dos oitavos da Liga Europa. O treinador do Benfica pôs em prática o que havia dito: deixou André Almeida e Pizzi em Lisboa, dupla a que juntou Jonas por aconselhamento médico, sentou Rafa e Samaris no banco e deu a titularidade a Florentino, Gedson, Corchia e ainda Krovinovic, que se estreava nos onze iniciais de Bruno Lage no mesmo dia em que regressava ao país de origem.

A dupla de ataque, essa, permanecia intocável. João Félix e Seferovic, donos de um entendimento acima da média, eram os nomes apontados à baliza do Dínamo Zagreb e o único setor, a par dos centrais Ferro e Rúben Dias, que se mantinha em relação à vitória no Dragão que valeu a subida à liderança. Lage, porém, foi surpreendido pelo cansaço, pela acumulação de jogos e pelas lesões musculares e ficou sem Seferovic ainda na primeira parte. A saída do suíço, substituído por Cervi, motivou a ida de João Félix para terrenos onde não está à vontade, a quebra do ímpeto ofensivo e a ausência de um homem de área. O Benfica perdeu, terá de marcar pelo menos dois golos na segunda mão na Luz e Bruno Lage somou aquela que foi apenas a segunda derrota desde que substituiu Rui Vitória no comando técnico encarnado, neste que foi também somente o segundo jogo da era Lage em que a equipa não marcou golos.

Krovinovic, médio croata que procurava agarrar a oportunidade que lhe foi dada por Bruno Lage e que também regressava a casa, explicou que “foi pena a derrota”, mas garantiu que foi “um regresso muito bonito”. “Quinta-feira há mais e quero dar a volta a este resultado. Foi o meu primeiro jogo de início com o mister Bruno Lage. Senti-me muito bem. Na primeira parte estávamos a controlar bem o jogo. Fizemos jogadas rápidas e boas. Fizemos um penálti que foi um azar. A segunda parte foi um jogo aberto para as duas equipas. Agarrei esta oportunidade. Estou pronto para o jogo, estou a treinar”, acrescentou o médio, que não era titular num jogo das competições europeias desde agosto de 2016, mês em que integrou o onze do Rio Ave contra o Slavia Praga. Krovinovic, que apostou um jantar com Livakovic, guarda-redes do Dínamo Zagreb, consoante o resultado da eliminatória, revelou ainda que trocou a camisola com o guardião e que a aposta será decidida só “no final”. Os dois jogadores foram colegas de equipa nas camadas jovens e na equipa principal do NK Zagreb.

Já Bruno Lage reconheceu que este não foi o resultado pretendido, mas considerou que a equipa teve “uma boa entrada”. “O nosso objetivo era tentar jogar sempre porque prevíamos uma forte pressão dos médios adversários, por isso a inclusão do Gedson e Krovinovic para conseguimos explorar espaços e ter máxima largura nos corredores. A primeira oportunidade acontece numa dessas situações, mas com o desenrolar do jogo não fomos tão competentes como queríamos. É um resultado em que fica tudo em aberto”, acrescentou o treinador encarnado, que defendeu ainda que “o resultado certo era o empate”.

“Não foi um jogo muito bem conseguido, faltou-nos sermos mais agressivos, perceber que em determinados momentos temos de procurar situações entre linhas para rematar de longa distância. Agora é recuperar o máximo para o Belenenses”, disse Lage. O treinador do Benfica garantiu ainda que não conhece a extensão da lesão de Seferovic, que condicionou a equipa “porque é um jogador com ataque à profundidade muito interessante”. Sobre o que disse ao plantel no final do jogo, ao qual se juntou no relvado logo após o apito final de Michael Oliver, o técnico afirmou que a eliminatória “está no intervalo”. “Estamos a perder 1-0 e ainda não acabou. Vamos enfrentar o Belenenses e depois temos a segunda mão na quinta-feira”, sentenciou Bruno Lage.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)