Paulo Sousa deve ser apresentado no Bordéus esta sexta-feira. Em declarações ao Canal +, o presidente do clube francês, Joe Da Grosa, confirmou estar a negociar a contratação do português. O responsável gaulês mostrou-se “otimista” quanto à possibilidade de apresentar o novo treinador ainda esta semana.

As declarações surgem no momento em que Paulo Sousa era apontado para suceder a Di Francesco na Roma. Segundo o Corriere dello Sport, a continuidade do técnico italiano no banco dos romanos dependeria do resultado da eliminatória frente ao FC Porto. A Roma foi eliminada da Liga dos Campeões e, tendo em conta a publicação italiana, também perdeu o sucessor de Di Francesco. No domingo, segundo soube o Observador, os italianos fizeram mais uma investida para tentar assegurar o técnico.

Paulo Sousa regressa assim a uma das principais ligas europeias. Antes, o técnico esteve duas temporadas na Fiorentina. Em Itália e com o português no comando, os viola conseguiram um quinto lugar em 2015/2016, mas nunca passaram dos 16 avos da Liga Europa. Antes, o antigo médio de Benfica, Sporting, Juventus e B. Dortmund sagrou-se campeão da Hungria (Videoton), de Israel (Maccabi Telavive) e da Suíça (Basileia).

Paulo Sousa estava sem clube desde outubro do ano passado. O treinador português teve uma experiência na liga chinesa, à frente do Tianjin Quanjian. Em 36 jogos na China, a equipa apenas venceu 12 e Paulo Sousa acabou por ser dispensado.